ETF

ETF é a sigla em inglês para fundo negociado em Bolsa (Exchange Traded Fund). Esses fundos replicam o desempenho de índices, como o Ibovespa e a Nasdaq. Eles também são chamados de fundos de índice.

O ETF, sigla para Exchange Traded Fund, também é conhecido como Fundo de Índice. Ele representa o índice de uma cesta de ações, de títulos do Tesouro Direto, ou de algum setor da economia.

O patrimônio dos ETFs é usado para imitar a carteira teórica de índices. Ou seja, os mesmos ativos que compõem um índice como o Ibovespa estão, na mesma proporção, em um fundo que acompanha o indicador. Se o Ibovespa sobe, o ETF sobe na mesma proporção porque o fundo comprou todas as ações que estão no índice. Todos os ETFs estão atrelados a um índice de referência.

São dezenas de ETFs presentes na B3. Eles estão atrelados a índices acionários (como Ibovespa, Nasdaq, S&P500, Small Cap), de criptomoedas (NQBTC e NQETH, que medem o desempenho do Bitcoin e Ethereum, respectivamente) e de commodities (como o Índice de Materiais Básicos). A Bolsa ainda tem ETFs que refletem a variação de índices de renda fixa, compostos por títulos públicos ou privados. Para comprar cotas em um desses fundos basta ter conta em uma corretora e procurar pelo código do instrumento desejado. 

O ETF tem gestão ativa ou passiva?

A gestão do ETF não é passiva, como se pode imaginar. Isso porque o gestor do ETF precisa seguir o índice, que é seu benchmark. Então, um ETF é um fundo indexado a um índice listado na B3.

Por que investir em ETFs?

Se você aposta na alta do S&P500, pode comprar uma cota de ETF atrelado ao índice em vez de comprar todos os ativos que compõem o indicador, o que seria muito caro. Outra vantagem dos ETFs é a diversificação, já que comprando uma cota desses fundos você pode investir indiretamente em dezenas de empresas e setores. 

Você ainda pode investir em ETFs de tendências. Esse tipo de ETF temático espelha o desempenho de índices ligados a novidades, como o setor de hidrogênio. 

Também é importante ressaltar a questão da transparência, uma vez que o investidor sabe o que está comprando. Há também a agilidade operacional do processo, custos mais baratos do que outros fundos, acesso a ativos de outros países e até a outros títulos.

Cada um, cada um 

Cada fundo tem sua particularidade. No caso dos ETFs de Ibovespa há competição na taxa de administração para atrair investidores.

Já um fundo ligado à criptomoeda Ethereum traz o custo da negociação da moeda digital.

Por isto, é importante estudar sobre o produto antes de investir. Como todo ETF é atrelado a um índice, é possível conhecer os ativos que compõem os indicadores para saber o destino do seu dinheiro.

ETFs pagam dividendos?

Quem responde a essa pergunta é a equipe do It Now, administradora de ETFs do Itaú Unibanco: “Os dividendos e demais direitos relativos às ações que integram a carteira dos fundos não são pagos aos cotistas. Todos os direitos são automaticamente reinvestidos nos ETFs It Now de renda variável, exceto em circunstâncias que envolvam o resgate e amortização de cotas ou a liquidação dos fundos”.

Assim, caso a metodologia do índice do ETF preveja o reinvestimento de proventos, dividendos e juros sobre capital próprio pagos pelas empresas que integram sua carteira são reinvestidos em ações do índice. Isso acontece na mesma proporção a composição, não sendo, portanto, redistribuídos aos cotistas do fundo.

Com o reinvestimento dos dividendos, não há um incremento no número de cotas de cada investidor. O que acontece é a valorização das cotas do ETF, de acordo com a variação das ações que integram sua carteira.

ETFs são isentos de Imposto de Renda?

Não. Ao contrário das ações, que contam com isenção de IR para vendas abaixo de R$ 20 mil por mês, as cotas de ETFs realizadas em bolsa não são isentas de Imposto de Renda.

Quais impostos os investidores de ETFs têm que pagar?

A explicação também vem do It Now, e é dividida em duas partes:

1. ETFs de renda variável

“Para as cotas dos ETFs de renda variável negociadas na B3 são tributadas em 15% sobre o ganho de capital, apurado pela diferença positiva entre os valores de venda e de aquisição da cota. É exatamente como funcionam as ações. O recolhimento deve ser feito pelo próprio investidor até o último dia útil do mês seguinte.”

2. ETFs de renda fixa

“Já a regra de tributação dos ETFs de renda fixa é diferente da regra dos ETFs de renda variável e dos outros ativos de renda fixa. Nos ETFs de renda fixa, a legislação considera o prazo médio da carteira como referência (PMR). Por exemplo: a cesta de títulos que compõem o IMAB11 possui prazo médio que viabiliza a alíquota mínima de imposto de renda incidente em carteiras de títulos públicos, que é de 15% sobre o ganho líquido. Nos ETFs de renda fixa, o tributo é cobrado na fonte, sendo que o responsável pelo recolhimento é a corretora intermediadora.”

Explore mais termos
Swiper Anterior
Swiper Próximo

Direto ao Ponto Day trade

Day trade é comprar e vender ações várias vezes em um mesmo dia de negociação da bolsa de valores.…

Leia Mais Ir para: Day trade
Direto ao Ponto C Level

C Level é o nome dos cargos mais altos dentro das empresas de capital aberto e fechado. O CEO (Chief Executive Officer) é o líder mais importante e a ele estão subordinados os demais cargos de direção, como CFO, CTO e CMO.…

Leia Mais Ir para: C Level
Direto ao Ponto Diversificação

Diversificar é ter uma boa quantidade de ativos em carteira. Mas quanto? Não há um número redondo, mas os especialistas em finanças pessoais falam em algo entre 10 e 15 ativos. …

Leia Mais Ir para: Diversificação
Direto ao Ponto Estagflação

A estagflação acontece quando uma economia passa por uma queda da atividade ao mesmo tempo em que os preços disparam. O termo é a junção das palavras “estagnação” e “inflação”.…

Leia Mais Ir para: Estagflação
Direto ao Ponto Joesley Day

Joesley Day foi o nome dado ao histórico pregão de 18 de maio de 2017, em que a Bolsa de Valores despencou e o dólar disparou sob impacto da delação do empresário Joesley Batista, então presidente do grupo JBS, uma das empresas do grupo J&F.…

Leia Mais Ir para: Joesley Day
Direto ao Ponto Abertura de mercado

A abertura de mercado é o início das operações da Bolsa de Valores (B3). É quando o preço de uma determinada ação se forma, o que pode sofrer interferência de fatos e oscilações dos mercados internacionais e de anúncios de empresas de capital aberto no Brasil.…

Leia Mais Ir para: Abertura de mercado

Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 16.fev.2024 às 07h00
ETF: o que você precisa saber sobre o investimento em três textos e uma análise

Especialista da Inteligência Financeira, Renato Eid, escreve cotidianamente sobre o investimento

3 min.
Redação IF Publicado em 09.fev.2024 às 17h51
Cripto: com movimentações nos ETFs cripto no radar, bitcoin chega a subir mais de 6%

Analistas acreditam que as previsões de que os ETFs bitcoin à vista trariam novos compradores parecem já estar se concretizando

2 min.
Redação IF Publicado em 30.jan.2024 às 18h13
Cripto: de olho em ETF e na espera do Fed, bitcoin e ethereum sobem

Enquanto o bitcoin e o ethereum têm dificuldades em firmar alta robusta, outras criptomoedas menores têm saltado, como os Tokens Cardano e Solana

Redação IF Publicado em 29.jan.2024 às 18h28
Cripto: bitcoin salta aos US$ 43 mil, com estabilização de resgates do ETF da Grayscale

Na semana passada, o Grayscale Bitcoin Trust enfrentou resgates de US$ 2,2 trilhões, segundo estimativa da CoinShares. No entanto, a empresa diz que o movimento está arrefecendo

2 min.
Redação IF Publicado em 25.jan.2024 às 18h45
Cripto: em busca de um piso para queda pós-ETF, bitcoin se estabiliza

No período, bitcoin se afastou do pico recente de US$ 48 mil e perdeu até a marca de US$ 40 mil, cenário que muitos analistas descrevem como resultado do fenômeno 'compre o rumor, venda o fato'

2 min.
Redação IF Publicado em 23.jan.2024 às 18h27
Cripto: em meio a desilusão com ETF, bitcoin cai ao nível mais baixo desde novembro

Bitcoin não tocava US$ 39 mil desde o início de novembro de 2023, antes do mercado começar a precificar a aprovação do ETF

2 min.
Redação IF Publicado em 23.jan.2024 às 15h47
Grayscale liderou briga pelos ETFs em bitcoin mas perdeu bilhões com lançamento dos fundos

De acordo com analistas, investidores que lucram com o ganho de preço do fundo da Grayscale e mudam para concorrentes com taxas mais baixas ajudaram a arrastar os mercados cripto para baixo

3 min.
Clique e veja mais

Caso ainda não esteja recebendo nossas mensagens, cheque sua caixa de spam e permita o recebimento dos emails da Inteligência Financeira.

Continue acompanhando a gente aqui no nosso site, pelo seu e-mail e nas nossas redes sociais. Informação é investimento!

A partir de agora, enviaremos a você as últimas notícias e análises para orientar seus investimentos com inteligência. Não esqueça de checar se nossa mensagem de boas vindas caiu na sua caixa de "Spam" ou "Promoções". Se isso acontecer, transfira a mensagem para a sua caixa de "Entrada". Obrigada!
Caso ainda não esteja recebendo nossas mensagens, cheque sua caixa de spam e permita o recebimento dos emails da Inteligência Financeira.

Verifique se o e-mail com o vídeo caiu na caixa de "Spam" ou "Promoções". Se isso acontecer, transfira essa mensagem para a sua caixa de "Entrada".

< Voltar ao site