Quais empresas devem abrir capital em 2022?

As companhias aguardam uma janela de oportunidade para ir para o mercado de ações

Ilustração traz representação abstrata de um IPO: a oferta pública inicial de ações de uma empresa
– Ilustração: Marcelo Andreguetti/IF

Pontos-chave

  • A CVM havia informado uma fila de 55 empresas para fazer o IPO, mas esse volume já caiu para quase 30 companhias
  • Entrar ou não no lançamento de ações depende de uma análise bem criteriosa
  • Papeis do Nubank caíram 9% em poucos dias

Juros altos, inflação galopante, questões sobre o teto de gastos e uma economia patinando fizeram com que muitas empresas transferissem a abertura de capital de 2021 para 2022. A CVM havia informado uma fila de 55 empresas aguardando para fazer o IPO, mas esse volume já caiu para quase 30 companhias.

A você, cabe acompanhar o que deve acontecer com os IPOs que serão anunciados. Entrar ou não logo de cara no lançamento de ações depende de uma análise bem criteriosa. Veja o caso do Nubank: em questão de dias os papeis da instituição financeira perderam 9% de seu valor em relação ao lançamento.

A Inteligência Financeira fez um levantamento para você conhecer as empresas que devem abrir capital em 2022. Veja abaixo quais são elas:

Cantu Store

Grupo de e-commerce de pneus, a empresa paranaense tem 26 filiais em 17 Estados, quatro centros de distribuição e duas marcas próprias. Foi fundada em 2007. O IPO vai financiar novos negócios.

Captalys

A empresa de crédito tem apenas mulheres em sua liderança. Foi criada em 2010 como uma empresa de tecnologia financeira, através de uma plataforma de infraestrutura para financiamentos. Na lista de clientes estão 300 empresas e 2 400 pessoas.

Dori Alimentos

Amendoins, balas de goma, pirulitos e chocolates fazem parte do portfólio da Dori. As exportações da Dori, cuja sede fica em Marília (SP), são responsáveis por 9% da sua receita anual.

Coty Brasil

De origem francesa, a companhia já havia anunciado IPO, mas adiou o lançamento para pelo menos fevereiro de 2022. Segundo analistas de mercado, a abertura de capital pode levantar R$ 1 bilhão. Ela é dona das marcas Monange, Cenoura & Bronze e Bozzano.

CSN Cimentos

A Cimentos é uma das cinco unidades de negócios da companhia siderúrgica CSN. Foi criada em 2009 e tem como principal negócio a indústria imobiliária.

Bluefit

Outra que previa abrir capital em setembro de 2021, mas decidiu cancelar a iniciativa e esperar uma nova janela de oportunidade. Já tem ticker (BFFT3) e deve ser listada no Novo Mercado da B3. Tem 200 mil clientes, 102 unidades, sendo 41 delas franquias.

Madero

Com o resultado do terceiro trimestre de 2021 (julho a setembro) registrando prejuízo de pouco mais de R$ 25 milhões, a rede de lanchonetes ainda não sabe quando vai fazer o IPO. Mas isso deve acontecer em 2022.

Fulwood

A incorporadora de galpões e condomínios logísticos e industriais está em todas as etapas do seu segmento: da prospecção de terrenos, legalização da área e levantamento técnico, licenciamento, autorizações e construção.

Corsan

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) deve lançar seus papeis com distribuição primária e secundária. Está presente em 497 cidades do Rio Grande do Sul.

Environmental ESG

Ainda é uma grande interrogação o IPO da Environmental ESG, que cancelou a abertura em 2021 citando a deterioração das condições do mercado. Ela é braço de gestão de resíduos da Ambipar.

Verzani & Sandrini

Especializado em serviços de limpeza e segurança patrimonial, o grupo tem 50 mil funcionários e 1 400 clientes. A verba do IPO deve custear o crescimento da empresa, via aquisição de competidores.

SBPAR

A SBPAR (Grupo Superbid) foi fundada em 1999 e informa que é um dos pioneiros em transações online de leilões e venda direta na América Latina. Tem atuação em Chile, Colômbia e Peru.

InterPlayers

A InterPlayers é uma plataforma que integra farmácias, clínicas, hospitais, distribuidores e indústrias do setor de saúde e bem estar de todo Brasil. Cerca de 17 milhões de pessoas já usaram seus serviços.

Datora Participações e Serviços

A Datora é uma empresa especializada em Internet das Coisas. Está no mercado há 30 anos e vai usar os recursos do IPO para aquisições e inovações tecnológicas.

JFL Holding

A construtora de luxo é conhecida das áreas mais caras de São Paulo. Faz todo o processo que envolvem o imóvel: da seleção de terrenos e a incorporação, além da decoração, locação e gestão.

BMRV Participações

Empresa da área de transações eletrônicas e venda de serviços pré-pagos, a BMRV deve usar os recursos do IPO em operações de fusão e aquisição, crescimento orgânico e capital de giro.

Cencosud Brasil

Varejista da área de alimentos, a Cencosud tem atuação no Nordeste, Sudeste e Centro Oeste. Alem do Brasil, também está presente em Chile, Argentina, Colômbia e Peru e tem faturamento anual de cerca de US$ 14 bilhões.

Vero

A Vero está no setor de telecomunicações e nasceu no interior de Minas Gerais. Tem cerca de 500 mil clientes e informa que tem instalados 18,2 mil quilômetros de cabos de fibra óptica.

ISH Tech

Empresa de cibersegurança que nasceu em Vitória (ES). Seu foco com os recursos do IPO é crescer. A ISH tem como clientes empresas do setor de varejo, além de fintechs, bancos, saúde, educação e indústria.

Cerradinho Bioenergia

Empresa de Chapadão do Céu (Goiás), a Cerradinho Bioenergia informa que é um dos maiores produtores de bioenergia da América Latina. Tem foco na produção de etanol.

Claranet Technology

Esta provedora de serviços de computação em nuvens e especialista em cibersegurança tem sede em Londres e pretende crescer no Brasil via aquisições.

Trocafone

Trocafone é uma rede de lojas que vende celulares. Seus administradores informam que venderam 1,400 milhão de aparelhos eletrônicos seminovos. É uma startup que tem entre os sócios o Softbank.

VIX Logística

Tem foco em gestão e terceirização de frotas, logística e soluções de mobilidade urbana. A VIX está no mercado há 50 anos.

Ammo Varejo

É do ramo de artigos de cama, mesa e banho, mais conhecida por suas marcas MMartan e Casa Moysés. Também tem a licença de uso em vendas diretas da Artex.

Monte Rodovias

A Monte Rodovias é dona das rodovias Bahia Norte, Rota do Atlântico e Rota dos Coqueiros, nos Estados da Bahia e de Pernambuco, num total de 182,5 km de extensão.

Invest Tech

A gestora de fundos de investimento Invest Tech é voltada para os mercado de tecnologia e telecomunicações. Tem cerca de R$ 660 milhões de ativos sob gestão e foi responsável por 45 fusões e aquisições em sua área.

Tecidos e Armarinhos Miguel Bartolomeu (Tambasa)

A Tambasa é uma das maiores empresas de seu setor e programa o IPO para o primeiro semestre de 2022. Boa parte do recurso do IPO deve ir para o pagamento de dividendos extraordinários aos acionistas atuais, conforme anunciou a empresa.


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 23.maio.2022 às 19h36
Dow Jones sobe mais de 600 pontos; S&P 500 se afasta do território ‘Bear Market’

O S&P 500, índice de referência do mercado de ações nos EUA, avançou 1,9% nesta segunda-feira

Redação IF Publicado em 23.maio.2022 às 10h47
Varíola do macaco: avanço da doença impulsiona ações de farmacêuticas

Presidente dos EUA, Joe Biden, alertou que todos precisam ficar atentos com a alta nos casos ao redor do mundo

Redação IF Publicado em 23.maio.2022 às 10h20
Redação IF Publicado em 23.maio.2022 às 09h29
Quais ativos estão na mira dos gestores e quais geram mais pessimismo?

Mapeamento revela as expectativas para 33 investimentos