Boletim Focus

Direto ao Ponto

Boletim Focus

O Boletim Focus é divulgado pelo Banco Central toda segunda-feira, às 8h30, com projeções considerando as expectativas de especialistas do mercado financeiro para o PIB, IPCA, IGP-M, Selic, câmbio, entre outros indicadores. Por que ele é importante? Porque o Focus é considerado um termômetro para se entender o momento e os rumos da economia brasileira.

O Boletim Focus também serve como uma bússola aos investidores ao identificar tendências que podem influenciar as aplicações, como um ciclo de ajustes na taxa básica de juros ou um cenário de disparada dos índices de inflação. A pesquisa ainda embasa o Comitê de Política Monetária (Copom) na reunião realizada a cada 45 dias em que é definida a Taxa Selic Meta.

Como é feito o Boletim Focus?

A produção do Focus é como uma linha de montagem de uma fábrica. O relatório é um agregado de projeções feitas por cerca de 140 instituições, como bancos, gestoras de recursos, empresas não-financeiras, consultorias, associações de classe e até universidades.

Primeiro, os analistas e especialistas das entidades coletam as estimativas por pesquisas junto a profissionais de mercado ou consumidores, ou recorrendo a dados captados a partir da negociação de ativos financeiros.

Em seguida, o Banco Central recebe as informações, via Sistema Expectativas de Mercado, até a sexta-feira que antecede a publicação de um novo documento.

Só a partir disso é que o Departamento de Relacionamento com Investidores e Estudos Especiais (GERIN) faz a consolidação do material e na segunda-feira, logo pela manhã, a pesquisa é divulgada no site oficial e nas redes sociais do Banco Central, além de ser amplamente repercutida na mídia e outras fontes ligadas ao mercado financeiro.

Você quer receber o Focus?

Então, basta preencher um cadastro simples neste endereço: www.bcb.gov.br/controleinflacao/inscricao_focus

Como tudo começou?

A versão informatizada do Focus existe desde novembro de 2001. Antes disso, o próprio Banco Central reconhece que o processo era bem confuso. Primeiro por conta do quadro de incertezas que se seguiu ao fim da âncora cambial e a forte valorização do dólar. Depois pelo fato de as informações serem repassadas por telefone, fax ou correio eletrônico, o que poderia aumentar a chance de erros. A digitalização acabou com tudo isso. E o relatório vem desde então sendo aperfeiçoado, tanto pelo maior número de instituições envolvidas no estudo, quanto pela incorporação de novas variáveis macroeconômicas, como outros indicadores de inflação, taxa de câmbio, taxa de juros e dados fiscais.

A interpretação do Boletim Focus em cinco passos:

1) Ao abrir o relatório completo, tanto das estimativas para o ano corrente quanto para os três próximos, a informação mais importante é a que aparece na coluna “Hoje”. Ela traz o número atualizado da projeção para cada um dos indicadores;

2) Outro tópico importante é o “Comportamento semanal”, que sinaliza se houve variação (queda ou alta) ou se o indicador ficou estável em relação ao levantamento anterior;

3) Na coluna “Há 1 semana” é possível identificar qual foi a oscilação numérica entre os dois últimos boletins;

4) Já o pilar “Há 4 semanas” mostra o histórico do indicador há um mês;

5) Como nem todas as instituições fazem uma avaliação completa dos indicadores, a última coluna destaca o número de respostas na amostra mais recente divulgada. Uma base maior ou menor dá mais clareza sobre o quadro geral na hora de fazer a análise do relatório.

Glossário  Investimentos Ir para: Verbetes

Conheça os termos mais importantes para enriquecer a sua Inteligência Financeira

Direto ao Ponto

Mercado fracionário

O lote padrão de uma empresa listada na Bolsa de Valores tem 100 ações. No mercado fracionário, este lote é "quebrado" e o investidor pode comprar de uma a 99 ações.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto

Letra de câmbio

Letra de câmbio (LC) é um título de renda fixa, que pode ter rentabilidade pré, pós-fixada ou híbrida e é emitida por financeiras, que usam o dinheiro para emprestar para outros clientes.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto

Bancos de investimento (BI)

Bancos de investimento (BI) são instituições financeiras especializadas em operações estruturadas, emitindo ativos como debêntures, e prestando assessoria financeira, como nos processos de abertura de capital na Bolsa de Valores.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto

Direito de subscrição

Direito de subscrição é a preferência dada ao acionista para adquirir mais ações, quando uma empresa decide fazer uma nova captação (follow on).…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto

Swing trade

Swing trade é uma operação feita na Bolsa de Valores, na qual o investidor compra e vende ações em pregões diferentes, com intervalo de dias ou semanas.…

Leia Mais Ir para:
Swiper Próximo
Swiper Anterior

Você também pode gostar

Leonardo Guimarães

Atualizado em 07.dez.2021 às 19h52

O que não fazer com seus investimentos em 2022

Elaboramos dicas essenciais para 2022, que será um ano desafiador e vai exigir preparo dos investidores

Redação IF

Atualizado em 07.dez.2021 às 12h04

Poupança deve voltar a ter rendimento pela regra antiga após reunião do Copom; entenda como funciona e onde investir

Com uma Selic acima de 8,5% ao ano, poupança passará a ter retorno fixo de 0,5% ao mês + TR, ou 6,17% ao ano. Mesmo rendendo mais, aplicação segue perdendo para a inflação

Redação IF

Publicado em 06.dez.2021 às 16h17

Saques na poupança superam depósitos em R$ 12,3 bilhões em novembro

Foi o quarto mês seguido com saída líquida de recursos da modalidade de investimento

Valor Econômico

Atualizado em 06.dez.2021 às 08h07

Poupador não se anima com Tesouro Prefixado

Segundo o Tesouro Nacional, esses foram os papéis que menos venderam nos últimos meses

Isabella Carvalho

Publicado em 03.dez.2021 às 17h13

Cinco dicas para escolher um fundo de investimento

Só durante a pandemia foram lançados 3.201 fundos. Com tantas opções no mercado, você deve analisar alguns pontos para fazer a melhor seleção

Anne Dias

Atualizado em 03.dez.2021 às 18h39

“Meu erro é não parar para estudar mais sobre o que fazer com o dinheiro”

O filósofo Magnus Cesar Bouchardet tem uma paixão: a bicicleta. E um problema: a má organização das finanças

Leonardo Guimarães

Atualizado em 06.dez.2021 às 10h24

Queda de 0,1% do PIB pode mudar a trajetória da Selic e, radicalmente, a dos seus investimentos

Desaceleração do PIB no terceiro trimestre pode parecer pequena, mas o fraco desempenho da economia afeta o seu bolso

Valor Econômico

Atualizado em 03.dez.2021 às 07h41

Com loja parada, ação de grandes redes cai

Expectativas começam a ser reduzidas e investidor vem “precificando” um mês de dezembro difícil