Grupamento de ações (ou inplit)

O grupamento de ações acontece sempre que uma empresa decide unir, ou, como preferem os analistas, condensar suas ações. O objetivo é reduzir a volatilidade dos papéis e os riscos inerentes a eles.

O inplit, grupamento de ações, é o oposto ao split (desdobramento de ações). Ele também é determinado pelo Conselho de Administração da empresa. Na prática, o inplit funciona da seguinte forma: digamos que a empresa optou pela proporção 10/1. Então, o investidor irá dividir a quantidade de ações que tem em carteira daquela empresa por 10. Mas o valor da carteira continua o mesmo.

O desdobramento de ações, também chamado de split, é uma jogada para deixar mais gente interessada nos ativos. Já o grupamento, ou inplit, é uma tentativa de sair da crise e dar a volta por cima. Um é o oposto do outro.

Um jeito fácil de visualizar é imaginar que uma ação é um pedacinho de uma barra de chocolate. Enquanto o split ‘divide’ uma ação em muitas outras, o grupamento de ações ‘junta’ várias em uma só com o intuito de aumentar o preço unitário da ação.

O que o investidor Pessoa Física pode fazer para potencializar os ganhos na Renda Fixa e na Renda Variável?
– Ilustração: Marcelo Andreguetti

Em resumo, o desdobramento de ações acontece sempre que há uma valorização da empresa no mercado e ela decide, então, baratear o preço para atrair novos investidores. Deixa os investidores curiosos e animados.

Mas quando as ações estão em queda, o grupamento surge como uma opção para tentar aumentar o valor do ativo. É uma tentativa de reduzir a volatilidade  dos papéis e os riscos vinculados a eles. Mas é preciso ter atenção.

Por que o grupamento de ações acontece?

Em 2015, a Bolsa de Valores brasileira, a B3, passou a notificar as empresas que têm ações ou units sendo negociadas abaixo de R$ 1 durante 30 pregões consecutivos. Essas empresas devem, portanto, realizar o grupamento de ações. As companhias que descumprirem a regra poderão receber multa ou até mesmo terem suas negociações suspensas.

Os gestores e analistas de mercado fazem um alerta. O inplit não significa uma valorização automática das ações que passaram por este processo. Portanto, se uma cotação vem caindo sistematicamente por uma série de fatores, a chance disso continuar a acontecer mesmo depois do grupamento é grande.

Explore mais termos
Swiper Anterior
Swiper Próximo

Direto ao Ponto Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa criado entre o Tesouro Nacional e a B3. É pelo Tesouro que investidores podem comprar e vender títulos públicos, tornando-se assim, credores do governo federal. O Tesouro Direto é um dos tipos de investimento mais conhecidos em renda fixa. …

Leia Mais Ir para: Tesouro Direto
Direto ao Ponto Exchange

Exchange é a plataforma digital onde você consegue comprar e vender suas criptomoedas e tokens. São corretoras que operam unicamente criptomoedas. …

Leia Mais Ir para: Exchange
Direto ao Ponto B2B

B2B é o modelo em que uma empresa faz negócio com outras empresas.…

Leia Mais Ir para: B2B
Direto ao Ponto Acionista

Acionista é o investidor pessoa física ou jurídica que tem uma ou mais ações – ou até frações - de uma empresa.…

Leia Mais Ir para: Acionista
Direto ao Ponto NFTs

NFTs (tokens não fungíveis) são certificados de propriedade de um ativo que não pode ser substituído nem compartilhado.…

Leia Mais Ir para: NFTs
Direto ao Ponto Contratos futuros

Contratos futuros, contratos de futuros ou apenas futuros são a forma de se negociar um ativo que será liquidado em uma data futura. O preço reflete na cotação do papel, que oscila diariamente de acordo com a oferta e a demanda e com os movimentos do mercado financeiro. …

Leia Mais Ir para: Contratos futuros

Você também pode gostar
POR
Lucas Andrade 18 jun. 2024, 12:02
Dividendos, ESG e mais: os motivos para ter ações da TIM (TIMS3) na carteira, segundo o BTG

Operadora de telefonia aprovou recentemente R$ 300 milhões em proventos; remuneração será paga aos acionistas em julho

POR
Aluísio Alves 18 jun. 2024, 11:34
Acordo tributário de R$ 20 bi da Petrobras (PETR4) é bom para as ações? Confira o que dizem analistas

Se pagasse tudo o que a Receita Federal cobrava, a companhia teria que desembolsar aproximadamente R$ 45 bilhões

POR
Redação IF 17 jun. 2024, 18:26
Cemig (CMIG4) pagará R$ 1,56 bi em JCP e dividendos em 28 de junho

Companhia de Energética de Minas Gerais vai pagar primeira parcela de seus proventos sobre o exercício de 2023

POR
Redação IF 17 jun. 2024, 16:39
Busca por presidente na Boeing encontra algumas turbulências

Novo CEO terá de enfrentar investigação por parte do legislativo dos EUA enquanto tenta erradicar problemas de qualidade arraigados que levaram a grandes atrasos na produção e atraíram a ira de clientes de companhias aéreas, reguladores federais e investidores

POR
Aluísio Alves 17 jun. 2024, 11:37
Sua estratégia é minerar dividendos? Preste atenção nessas sete indicações do Itaú BBA

Sugestões consideram expectativa de pagamento de proventos entre 2024 e 2025 e sustentabilidade da distribuição no longo prazo

POR
Aluísio Alves 17 jun. 2024, 07:50
Ações da semana: confira papéis perto de escalada mesmo com a queda da bolsa

Mesmo com a queda de 10,8% do Ibovespa em 2024, alguns papéis seguem perto de um ciclo de alta, segundo o Itaú BBA

Clique e veja mais