Expectativas para a super quarta, mercado de criptomoedas

Isabella Carvalho e Caio Camargo falam sobre esses e outros assuntos que podem afetar seus investimentos nesta quarta (15)

O Manhã Inteligente desta quarta (15), fala sobre as expectativas para essa Super Quarta e as atualizações do mercado de criptomoedas. Isabella Carvalho e Caio Camargo falam sobre esses e outros assuntos que podem afetar seus investimentos.

Super Quarta: Fed deve anunciar aumento dos juros dos EUA

Hoje, o Federal Reserve se reúne e anuncia sua decisão de política monetária para os Estados Unidos. Analistas do mercado dão como certa uma alta de 0,75 ponto percentual depois de os relatórios de inflação indicarem crescimento contundente de preços.

Antes do Fed começar seu período de silêncio pré-reunião no dia 4 de junho, eles sinalizaram que estavam preparados para aumentar as taxas de juros em meio ponto percentual. Mas também disseram que suas perspectivas dependiam da evolução da economia.

Ibovespa tem oitava queda seguida

Por aqui, o Ibovespa teve sua oitava queda seguida, o que não acontecia desde agosto de 2015. Além da decisão de juros nos Estados Unidos, os investidores também estão de olho no primeiro dia de reunião do Comitê de Política Monetária, que acontece hoje.

Bitcoin entra em “fase profunda e sombria”

O mercado de baixa do bitcoin entrou em sua fase “mais profunda e sombria”, com até mesmo os investidores de longo prazo sob extrema pressão.

É o que indicam os estrategistas da Glassnode, empresa que rastreia um indicador conhecido como preço realizado, que é o valor médio de compra de todos os bitcoins em circulação. Atualmente, a criptomoeda está sendo negociada em cerca de US$ 1.000 abaixo desse preço realizado, estimado em US$ 23.430, de acordo com a empresa.

Bitcoin: por que a moeda digital está caindo?

O bitcoin caiu 30% este mês. Por que isso aconteceu? O que esperar daqui para frente? Isabella Carvalho conversou com Bruno Milanello, executivo de Novos Negócios do Mercado Bitcoin, para saber mais sobre o derretimento da criptomoeda. Assista:

A Inteligência Financeira é um canal jornalístico e este conteúdo não deve ser interpretado como uma recomendação de compra ou venda de investimentos. Antes de investir, verifique seu perfil de investidor, seus objetivos e mantenha-se sempre bem informado.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 17h45
Juros futuros fecham em queda, em linha com taxas dos títulos públicos globais

Medo de recessão nos EUA pesou mais do que riscos fiscais no Brasil

Papo de Finanças Atualizado em 02.jul.2022 às 08h21
Como as eleições interferem nos seus investimentos?

De alguma maneira, seu bolso será afetado pelas eleições do fim do ano. O que pode acontecer? Nina Silva explica

JOTA Publicado em 01.jul.2022 às 16h58
Semana política: PEC “vale-tudo” une governo e oposição por votos

Enquanto isso, em campanha, Lula acena a empresários e ao mercado, diz Fábio Zambeli, do JOTA

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 15h28
Bilionários dão adeus a US$ 1,4 tri no 1º semestre; veja quem perdeu mais

A fortuna de Elon Musk caiu quase US$ 62 bilhões. Jeff Bezos viu sua riqueza diminuir em cerca de US$ 63 bilhões. O patrimônio líquido de Mark Zuckerberg foi reduzido em mais da metade

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 15h08
Efeito bumerangue: entenda como quem tem menos grana vai pagar, no futuro, a conta da ‘PEC Eleitoral’

Aumento de gastos tende a pressionar a inflação e prejudicam, principalmente, as pessoas de menor poder aquisitivo

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 18h17
União Europeia chega a acordo histórico para regular critpoativos. ‘É o fim do Velho Oeste digital’, diz parlamentar

NFT com preço fixo, como ingressos para eventos ou itens em games, não serão regulados. Provedores deverão divulgar impacto ambiental dos ativos digitais

Valor Econômico Publicado em 01.jul.2022 às 11h39
Análise: PEC dos Combustíveis dificulta o trabalho do Banco Central para baixar a inflação

O assunto novo levantado pelo Copom em junho é o risco de as medidas colocarem o pé no acelerador da economia, num momento em que a política monetária pisa no freio