Com Petrobras em alta e aéreas em baixa após aumento dos combustíveis, Ibovespa cai 0,2%

Preocupação com alta da inflação derrubou empresas que dependem da demanda interna, como Natura e BRF

A Petrobras anunciou na manhã desta quinta-feira (10), logo após a abertura do mercado, um aumento de 18,8% para a gasolina, de 24,9% para o diesel, e de 16,1% para o gás de cozinha. As ações da petroleira estatal, que vinham sofrendo nas últimas semanas com o aumento da diferença dos preços praticados no exterior e no mercado doméstico, responderam com forte elevação. Mas as das empresas aéreas despencaram, porque a alta do combustível deve atrapalhar sua retomada após a pandemia de Covid-19. As das companhias que dependem do mercado interno também tiveram queda devido à preocupação com a inflação e com um aumento de juros mais agressivo do que o esperado anteriormente.

O Ibovespa, principal índice acionário da Bolsa brasileira B3, terminou o dia em queda de 0,2%, aos 113.663 pontos. A ação preferencial da Petrobras subiu 3,5%, para R$ 33,70. A da Gol recuou 4,95%, a R$ 15,91, e a Azul perdeu 3,9%, a R$ 20,05. A fabricante de cosméticos Natura despencou 9,3%, para R$ 21,74, e a BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, teve baixa de 3,81%, a R$ 15,91.

O dia foi negativo no mercado financeiro em todo o mundo por conta do impasse na guerra na Ucrânia. Moscou e Kiev ainda não chegaram a um acordo de cessar-fogo.

Além disso, o Banco Central Europeu avisou que vai acelerar a retirada de estímulos à economia pelo medo da disparada na inflação, levando as Bolsas da região a operar em queda. Também os índices futuros das Bolsas americanas recuavam, repercutindo o aumento das apostas em um aumento de juros mais forte nos Estados Unidos.

Antes mesmo do anúncio da Petrobras, o banco de investimentos suíço-brasileiro UBS BB revisou sua aposta para os juros. A previsão é de que o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) eleve a taxa Selic em 1,5 ponto percentual em sua próxima reunião, na semana que vem, para 11% ao ano; antes, o banco esperava alta de 1 ponto porcentual.

Leia a seguir

Leia a seguir