Ibovespa tem forte queda no dia e fecha mês negativo em 5,09%; dólar sobe 4,70% em agosto

Bolsa cai 5% em agosto e dólar tem mês de maior alta no ano

No último dia do mês, a bolsa de valores brasileira sofreu recuo com notícias sobre o Projeto de Lei de Orçamento (PLOA) para 2024 no horizonte. O Ibovespa, principal índice da B3, teve queda expressiva de 1,53%, fechando o pregão em 115.741 pontos.

No mês, o Ibovespa despencou 5,09%, devolvendo parte dos ganhos acumulados em julho. No ano, a bolsa brasileira apresenta valorização de 5,47%.

O que fez preço na bolsa de valores hoje?

Nesta quinta-feira (31), o mercado repercutiu a inflação anualizada do PCE, nos Estados Unidos, que veio em linha com expectativas.

Além do cenário externo, o IBGE divulgou por aqui a taxa de desemprego no Brasil. O índice de desocupação foi de 7,9% no trimestre até julho, segundo dados da Pnad Contínua. O resultado veio em linha com as estimativas dos agentes financeiros.

O dia ainda foi marcado por notícias sobre o Orçamento. À tarde, os ministros Fernando Haddad (Fazenda) e Simone Tebet (Planejamento) se reuniram em coletiva para falar sobre o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA).

O projeto mantém a meta do ministro da Fazenda de zerar o déficit nas contas públicas no próximo ano. Tebet afirmou que o orçamento é muito equilibrado, com despesas contratadas e receitas muito delineadas. “Vamos alcançar a meta zero”.

Confira o balanço dos principais índices da Bovespa em agosto:

Índice31 de agostoVariação do diaVariação do mêsVariação no ano
Ibovespa115.741-1,53%-5,09%+5,47%
IFIX3.212+0,15%+0,49%+12,06%
IDIV7.813-1,55%-2,83%+9,22%
BDRX13.437+1,80%+3,26%+21,43%

Melhores ações na bolsa de valores hoje

A melhor ação do pregão da bolsa de valores nesta quinta-feira foi o papel ordinário da rede farmacêutica da Rede D1000, do Grupo Profarma (DMVF3). O ativo se valorizou +11,84%.

Confira abaixo a lista de melhores ações da Bovespa. As ações selecionadas tiveram volume de negociação igual ou superior a R$ 1 milhão, e foi atualizada às 17h45, podendo sofrer mudanças:

  • D1000 ON (DMVF3): +11,84%
  • Plano e Plano ON (PLPL3): +7,86%
  • BR Properties ON (BRPR3): +7,57%
  • Petz ON (PETZ3): +5,18%
  • Triunfo ON (TPIS3): +2,89%

Piores ações desta quinta-feira (31)

O posto de pior ação da bolsa de valores ficou com a Dasa. Os papéis ON da rede de ambulatórios e clínicas de exames médicos despencou -12,12%. Depois de dias em alta na esteira do pedido de recuperação judicial da 123milhas, a CVC caiu -9,49%.

  • Dasa ON (DASA3): -12,12%
  • CVC ON (CVCB3): -9,49%
  • Positivo ON (POSI3): -8,76%
  • Guararapes ON (GUAR3): -7,37%
  • Multilaser ON (MLAS3): -6,55%

Dólar

O dólar encerrou agosto com forte pressão sobre o real, recuperando parte da perda de valorização no ano. Em agosto, a moeda americana teve alta de 4,70% ante o real brasileiro. Na bolsa de valores hoje, o dólar teve alta de 1,68%, terminando o pregão cotado a R$ 4,95.

No ano, o dólar ainda se desvaloriza 6,37% em comparação com o real.

Bolsas nos Estados Unidos

No exterior, as bolsas dos Estados Unidos fecharam mistas. Os investidores repercutiram a divulgação de dados de pedidos de seguro-desemprego e do índice de preços PCE. A estatística é um dos principais termômetros para medir a inflação no país.

O Federal Reserve, banco central dos EUA, olha o PCE com atenção especial. O índice anualizado da inflação veio em linha com a projeção de mercado, em 3,3% ao ano. Já o PCE de julho manteve-se estável, em 0,2%, também dentro do esperado.

Nesta quinta, as bolsas do EUA não fecharam em direção única. O Dow Jones caiu 0,48%, estacionando em 34.721 pontos, enquanto o S&P 500 recuou em 0,16%, aos 4.507 pontos. A Nasdaq, por outro lado fechou o dia a 14.034 pontos, com alta de 0,11%

Confira o balanço das principais bolsas dos Estados Unidos em agosto:

Índice31 de agosto (pontos)Variação no diaVariação no mêsVariação no ano
Dow Jones34.721-0,48%-1.88%+5.26%
S&P 5004.507-0,16%-1,61%+17,59%
Nasdaq14.034+0,11%-1,82%+34,57%

Europa

Em Londres, o FTSE 100, caiu 0,46% a 7.439 pontos, enquanto o índice DAX, em Frankfurt, fechou em alta de 0,35%, a 15.947 pontos.

Já o CAC 40, em Paris, cedeu 0,65%, a 7.316 pontos. O FTSE MIB, em Milão, fechou em queda de 0,29%, a 28.831 pontos. Já em Madri, o índice Ibex 35 caiu 0,47%, a 9.505 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 cedeu 0,25%, a 6.173 pontos.

Com informações do Estadão Conteúdo