Perfil de investidor: entender qual é o seu e por que importa

Cauê Fabiano explica as características dos diferentes perfis de investidor e as aplicações mais adequadas para cada tipo

Depois de ver o vídeo, você deve querer saber qual é o seu perfil de investidor, se é que já não sabe. Se já conhece qual é o seu, vale conferir se você mantém as características que tinha no passado. Como o Cauê explicou no vídeo, o perfil de investidor muda com o tempo e conforme você troca seus objetivos financeiros.

Portanto, a forma como você lida com o seu dinheiro e os seus planos para o futuro podem ajudar a determinar os melhores tipos de aplicação para você investir com segurança. Os títulos de renda fixa, por exemplo, costumam atrair pessoas que gostam de segurança, pois, apesar de não se ter garantia da rentabilidade, tende a ser mais previsível. Já a renda variável pode ser atrativa para pessoas que não se importam com a oscilação do retorno financeiro. Pela sua personalidade, suas escolhas, seu dia a dia, você já consegue observar qual é o seu perfil de investidor e já é capaz de perceber por qual caminho está confortável para seguir. Faça o nosso teste e confira qual é o seu perfil para investimentos.

Tipos de perfil de investidor

Via de regra, existem três tipos de perfis:

O conservador: é aquele que não quer perder dinheiro de jeito nenhum. Tem zero tolerância ao risco. Basicamente são as pessoas que estão começando a entrar no mundo das finanças ou as que querem só manter o que já tem. A renda fixa é a classe de ativos mais procurada por quem tem este perfil;

O moderado: é o perfil que até suporta arriscar, mas que gosta de ter um pé em ativos seguros. Então, a pessoa aloca um pedaço da carteira em renda fixa e outro tanto em renda variável;

O arrojado: também chamado de agressivo, este perfil é o destemido da turma. A opção aqui é por investimentos com alta volatilidade . A lógica é: “quanto maior o risco, maior o retorno e é isso o que eu quero”. Boa parte da carteira deste tipo de investidor está alocada em renda variável, como ações , e ele é um entusiasta das criptomoedas , por exemplo. Mesmo assim um pequeno pedaço da carteira é dedicado a renda fixa para alguma emergência.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 27.jun.2022 às 08h44
IF Hoje: Indicadores da atividade econômica nos EUA são destaque

No Brasil, atenções estão no risco fiscal e na mudança de gestão na Petrobras

Valor Econômico Publicado em 27.jun.2022 às 07h48
Risco-Brasil aumenta e ativos locais têm piora com discussão fiscal

Medidas em debate para mitigar alta dos combustíveis geram desconfiança entre investidores

íon Itaú Publicado em 25.jun.2022 às 09h00
5 Frases de Star Wars para você se tornar um ‘Jedi dos investimentos’

Nas falas dos personagens da franquia, é possível identificar lições financeiras – e a gente te mostra como