Dólar renova mínimas, perto de R$ 5,10, com exterior favorável

Ruídos políticos e ata do Copom ainda demandam cautela

Foto: Pixabay

O dólar opera em queda firme na manhã desta terça-feira, chegando ao patamar dos R$ 5,11 nas mínimas do dia. O clima positivo visto no exterior favorece o mercado de câmbio local, ao mesmo tempo que, os investidores também avaliam a do Cômite de Política Monetária do Banco Central, o Copom, divulgada mais cedo.

Por volta das 11h40, o dólar operava em queda de 1,26%, negociado a R$ 5,1219 no mercado a vista. Na mínima do dia, minutos antes, chegou a R$ 5,1179. Já o dólar futuro tinha recuo de 1,40%, a R$ 5,1370.

No mesmo horário acima, o índice DXY, que mede o desempenho do dólar contra uma cesta de seis moedas fortes, caía 0,40%, aos 104,30 pontos. Quando comparado com os pares emergentes do real, o dólar caía 0,61% ante o peso mexicano; 3,15% ante o rublo russo; e 1,13% ante o rand sul-africano.

Para o economista da Guide Investimentos, Victor Beyruti, o movimento do dólar hoje por aqui é favorecido pelo “alívio global” observado nesta manhã que, apesar de positivo, o economista considera “pequeno, perto da piora vista nas últimas duas semanas”, diante dos receios de uma recessão após as sinalizações do Federal Reserve, o banco central americano.

Ao mesmo tempo que olha para o exterior, o investidor local também avalia a ata do Copom, divulgada hoje de manhã, vista como mais dura por agentes do mercado, ao reforçar o cenário de manutenção dos juros em patamares elevados por mais tempo, além de mais uma nova elevação da Selic em agosto.

Ainda na cena doméstica, os ruídos vindos do governo em relação a alta dos combustíveis – com a demissão do presidente da Petrobras na véspera como destaque – seguem no radar, limitando parte do movimento favorável ao real.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 18h00
Ibovespa tem sessão de alta liderada por Petrobras e sobe 0,29% na semana

Entre as baixas, se destacaram empresas do setor de minério de ferro devido à preocupação com a retomada da China

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 17h45
Juros futuros fecham em queda, em linha com taxas dos títulos públicos globais

Medo de recessão nos EUA pesou mais do que riscos fiscais no Brasil

Papo de Finanças Atualizado em 02.jul.2022 às 08h21
Como as eleições interferem nos seus investimentos?

De alguma maneira, seu bolso será afetado pelas eleições do fim do ano. O que pode acontecer? Nina Silva explica

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 15h23
Track&Field anuncia programa de recompra de ações; conheça a estratégia

Muitos motivos levam uma empresa a realizar uma OPA, e você pode ganhar dinheiro com isso

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 18h17
União Europeia chega a acordo histórico para regular critpoativos. ‘É o fim do Velho Oeste digital’, diz parlamentar

NFT com preço fixo, como ingressos para eventos ou itens em games, não serão regulados. Provedores deverão divulgar impacto ambiental dos ativos digitais

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 15h13
Dólar dispara e supera R$ 5,33 com temores de recessão global no radar

Mercado também repercute aprovação de PEC que libera gasto bilionário às vésperas das eleições

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 10h21
Criptomoedas iniciam julho no vermelho com bitcoin abaixo de US$ 20 mil

Bitcoin teve sua pior perda trimestral em mais de uma década