O mito da carreira perfeita no mercado financeiro

O que você precisa saber antes de tentar uma vaga na área

O mito da carreira perfeita no mercado financeiro
– Ilustração: Renata Miwa

Pontos-chave

  • Atuação exige muita responsabilidade e longas horas de trabalho
  • Os profissionais da área lidam com o dinheiro e o sonho das pessoas

Perspectivas de bons salários, bônus vultuosos e a chance de construir uma carreira de sucesso certamente são motivos que seduzem quem vislumbra um trabalho no mercado financeiro. A labuta diária, no entanto, pode frustrar quem pensa que vai encontrar vida fácil na área, que tem crescido em interesse conforme o número de investidores pessoa física sobe no Brasil.

“O mercado financeiro não é tão glamuroso quanto parece nos filmes”, afirma Ivens Gasparotto, diretor da Suno Consultoria e da Suno Wealth. “Lá vemos cenas de grandes insights e tomadas de decisões. Mas o que existe é muito trabalho e pressão”, conta.

O executivo da Suno diz que a área pode até trazer para a pessoa uma ótima oportunidade financeira. “Só que exige muita responsabilidade e longas horas de trabalho. Uma coisa vem acompanhada da outra”, destaca. “Você tem uma série de desafios técnicos e de relacionamento, além de estar lidando com algo muito sensível que é o dinheiro das pessoas”, lembra.

Gasparotto alerta que a pessoa interessada em buscar uma carreira no mercado financeiro deve entender que vai ter percalços e que isso vai ser essencial para adquirir maturidade. “Pode até ter uma ascensão rápida, mas pode passar por um período de estabilização. Vai ter o momento que você pode pensar em desistir da carreira e logo em seguida pode voltar a ficar apaixonado.”

Dedicação e investimento em si mesmo

A economista Patrícia Palomo, gestora de recursos e conselheira da Planejar, afirma que o mercado financeiro é um ambiente bastante competitivo e que exige constante atualização. “Então, o profissional que escolher essa área deve ser direcionado a entrega de resultados e gostar de estar em constante evolução. É necessário bastante consciência sobre esse grau de exigência e disposição para atuar buscando excelência e diligência na prestação do serviço”, acrescenta.

Palomo reforça que não é uma carreira que combina com acomodação ou zona de conforto – e isso nem sempre é adequado a todos os perfis de profissionais. “Algumas áreas de atuação exigem que a pessoa tenha certificações específicas que requerem, além da dedicação aos estudos, um investimento importante para arcar com as provas e manutenção das mesmas”, observa.

Apesar de todas as exigências, a economista aponta que é uma carreira que “costuma premiar o esforço e oferece chance de desenvolvimento para aqueles que se destacam”. “Algumas áreas permitem que o profissional trabalhe próximo ao público e aos investidores o que pode ser bastante gratificante ao ver o impacto positivo que uma atuação profissional correta pode causar nas finanças e na vida das pessoas.”.

Fique atento às informações

Para Leonardo Morales, sócio da SVN Gestão de Recursos, as pessoas que querem ingressar na carreira precisam ter em mente que é necessário muita dedicação e leitura. “O mercado é muito dinâmico e é preciso estar atento às informações e noticias o tempo todo”, diz. “Gostar de fazer conta e de programação são hoje atributos indispensáveis, além de um bom inglês, principalmente para a leitura de relatórios”, recomenda.

Antes do topo, trabalhe no suporte

Para quem deseja chegar a cargos importantes, Morales destaca a importância de passar inicialmente por áreas de suporte. “Para poder conhecer os produtos e as formas de cálculo para os ativos financeiros”, afirma. “Depois dessa fase é possível seguir outros caminhos que dependem muito do perfil de cada um, como analistas, gestores, traders ou sales”, explica.

O sócio da SVN conta que quem busca uma oportunidade no mercado financeiro vai encontrar um “ambiente extremamente competitivo e muito desafiador”. “Pelos níveis elevados de discussão com pessoas sempre muito preparadas dentro do universo das finanças”, avalia. Como lembrete, Morales alerta que vale prestar atenção na humildade. “Porque dentro do mercado existem muitos erros e acertos ao longo dos anos, e saber controlar isso é essencial para se manter na carreira.”

O dinheiro e o sonho das pessoas

Diferente do que muita gente pense, atuar no mercado financeiro não é apenas ficar na frente de diversos monitores analisando gráficos e ativos, conta o economista André Schneider, especialista em investimentos na Warren. “Essa é apenas uma pequena parte. O mercado fornece muitas oportunidades diferentes de carreira, desde a área comercial, análise, operacional, entre outras”.

Schneider avalia que quem almeja trabalhar no setor, deve entender que o mercado atua como intermediário entre quem tem recursos e quem precisa de recursos, gerando liquidez, remunerando o capital e fomentando oportunidades de negócio, que impactam em crescimento econômico.

Quais temas você precisa dominar?

O profissional da Warren lembra que mercado financeiro não demanda nenhuma profissão em específico, mas qualidades que podem ser encontradas em diversas faculdades e profissões. “Desde estudos na área econômica que dão uma visão macro, assim como áreas de finanças, matemática, tecnologia e engenharias, que fortalecem o raciocínio e são características valorizadas por quem busca profissionais no mercado financeiro”.

Para o especialista, é importante que a pessoa busque uma carreira no mercado financeiro tenha empatia e visão, características que são desenvolvidas ao longo da vida. “Tenha posicionamento forte, demonstre credibilidade e saiba lidar com muita pressão, pois estamos cuidando diariamente com uma questão muito sensível, que é o dinheiro e o sonho das pessoas”, reforça. “Este profissional também deve ser bem relacionado, pois em muitas áreas, seu networking poderá contribuir muito em seus resultados profissionais”, acrescenta.

André Schneider recomenda que o profissional busque certificações, que será onde ele encontrará conhecimento técnico específico para cada área de atuação. “Há diversas certificações que podem ser encontradas na Ancord, Anbima, Planejar, e outras instituições. Cada certificação trará especialidade em determinada área de atuação, por isso é importante que o profissional entenda as opções de atuação que existem no mercado, veja onde ele se encaixa, para se inserir adequadamente”, completa.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 11h27
Ibovespa sobe com ajuda de Vale e siderúrgicas

Mercado acionário doméstico resiste a nova abertura negativa em NY

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 09h39
Bolsas europeias caem mais de 2% e futuros de NY sinalizam continuidade das perdas

Clima de cautela prevalece nos negócios em meio às preocupações com o impacto da inflação elevada no crescimento econômico global

Redação IF Publicado em 18.maio.2022 às 17h47
TCU forma maioria para aprovar privatização da Eletrobras

Governo aguarda aprovação do tribunal para fazer a capitalização da companhia ainda este ano

Redação IF Publicado em 18.maio.2022 às 09h50
Petróleo sobe com redução dos bloqueios na China

Nesta manhã, o petróleo Brent e o West Texas Intermediate (WTI) sobem perto de 1%

Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 17h32
Dólar fecha em queda de 2,14%, a R$ 4,9419, com exterior positivo

A redução das medidas de restrição na China favoreceu a das commodities e beneficiou moedas de países exportadores