Por que a renda fixa é um investimento seguro?

Você já ouviu dizer que a renda fixa é um investimento seguro, certo? Mas por quê? O que dá essa segurança? Saiba mais no Me Explica na IF!

Aposto que você já ouviu dizer que a renda fixa é um investimento seguro. Mas, por que ele é seguro?

Um dos principais motivos é a existência do Fundo Garantidor de Créditos, uma instituição que protege o dinheiro dos investidores e o sistema financeiro brasileiro.

O FGC foi criado em 1995, na era do Plano Real. A ideia era dar segurança para quem queria investir aqui no Brasil e incentivar as pessoas a aplicar seu dinheiro. O fundo cobre investimentos de renda fixa de até R$ 250 mil por CPF e por instituição. Ou seja, se a instituição financeira quebrar ou sumir com sua grana, o FGC te devolve o dinheiro.

Dessa maneira, você investe sem medo de ficar no prejuízo se alguma tragédia acontecer. E quem banca tudo isso? O próprio cliente, por meio de taxas bancárias. Uma parte delas vai para o FGC.

Por isso, e por ter alguma previsibilidade, a renda fixa é considerada o investimento mais seguro. Na renda variável, você não tem direito a essa mesma proteção. Mas não é para ter medo de renda variável não, hein? Estudando seus investimentos direitinho, você pode conseguir boas posições nas duas categorias de ativos.

Veja o Me Explica na IF e saiba mais sobre a renda fixa e o FGC!

FGC: tire suas principais dúvidas

No programa Entrevista da Semana, Anne Dias, editora da IF, conversa novamente com Daniel Lima, diretor-executivo do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Na primeira entrevista, Lima falou sobre o FGC, quando começou, o que e quanto cobre. Daniel está de volta para responder dúvidas que os investidores e investidoras mandaram para a Inteligência Financeira.


Investir em quê? Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação

Você também pode gostar
Anne Dias Publicado em 12.maio.2022 às 15h26
Renda fixa na mira dos investidores

Migração para ativos com menos risco deve aumentar

Valor Econômico Publicado em 06.maio.2022 às 08h56
Com alta de juros no Brasil e nos EUA, renda fixa domina

Carteira deve incluir crédito privado, multimercados e ativos internacionais