Getnet anuncia que vai sair da Bolsa, apenas sete meses após listagem

Empresa é a terceira maior credenciadora do país

Foto: Divulgação

Apenas sete meses após listagem na bolsa, a Getnet informou a intenção de deixar o mercado e voltar a fechar capital. O movimento é mais um sinal de como o mercado de adquirência tem passado por transformações profundas nos últimos anos, em meio a mudanças regulatórias e tecnológicos, que levaram a entrada de novos players. A Getnet, que até o ano passado estava dentro do Santander Brasil, é a terceira maior credenciadora do país, atrás de Cielo (de Bradesco e Banco do Brasil) e Rede (do Itaú).

A companhia não fez um IPO, mas sim uma listagem direta, após ser cindida do Santander Brasil. Em outubro do ano passado, o preço inicial da unit foi definido em R$ 4,72 e ontem o papel fechou a R$ 3,65, uma queda de 22% no período, mas bem abaixo das retrações de outras companhias do setor, como PagSeguro e Stone, que chegaram a cair quase 80% em 12 meses.

Em comunicado, a companhia comunicou sua intenção de realizar uma oferta pública de cancelamento de registro no Brasil e uma oferta pública de delistagem nos Estados Unidos. O preço a ser ofertado será de R$ 2,36 por ação ordinária, R$ 2,36 por ação preferencial e R$ 4,72 por unit, ou seja, exatamente o mesmo preço da estreia e um prêmio de 29,3% sobre o fechamento de ontem.

A empresa diz ainda que o preço a ser ofertado por ADS será o equivalente em dólares ao preço de suas units, calculado com base na taxa de câmbio no dia útil anterior à data de liquidação da oferta. De acordo com o câmbio de hoje, o preço equivalente das ADSs seria de US$ 1,91. A efetiva deslistagem está sujeita às condições usuais nesses tipos de transações, incluindo a concordância de acionistas representando mais de dois terços das ações em circulação.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 18h11
NY: Bolsas fecham em alta e quebram sequencia de três semanas de perdas; Nasdaq acumula alta de 7,5%

Ainda que o medo por uma recessão continue presente, o temor vem sendo calibrado, com analistas enxergando exagero nas projeções

4 min
Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 18h49
Ibovespa fecha semana em baixa de 1,15%; dólar alcança maior valor desde fevereiro e sobe 2,13% na semana

Moeda americana voltou a superar R$ 5,25 e tem 4ª semana consecutiva de alta frente ao real

3 min
Papo de Finanças Publicado em 24.jun.2022 às 17h04 Duração 8 min.
Como ter segurança nos investimentos?

Você está se sentindo aflita com tanta instabilidade na economia? Nina Silva explica o que fazer em momentos tão tensos

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 16h21
Americanos buscam ações defensivas com medo da recessão

Investidores monitoram o Fed, que quer derrotar a inflação a qualquer custo

3 min
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 14h46
Ataque hacker leva US$ 100 milhões em criptomoedas

Furto aconteceu na Horizon, ponte blockchain de finanças descentralizadas

2 min
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h57
Dólar apresenta volatilidade e bate R$ 5,27 na máxima

Moeda americana opera sem uma tendência definida

2 min
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 11h46
2 min