IF HOJE: IGP-DI sobe 0,41% em de abril

Dado veio abaixo das projeções do mercado

Inflação segue preocupando brasileiros (Foto: Pixabay)

Nesta sexta-feira (6), o FGV Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas) divulgou os dados do IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna) de abril. O índice subiu 0,41%, menos que o projetado pelo mercado (0,88%) e uma forte desaceleração em relação à alta de 2,37% em março.

Com esse resultado, o índice acumula elevação de 6,44% no ano e 13,53% em 12 meses.

Segundo André Braz, coordenador dos Índices de Preços, a desaceleração dos preços dos combustíveis, da soja, do milho e do minério de ferro foram fundamentais para a queda dos preços ao produtor. Para os consumidores, além da gasolina, o maior alívio foi a queda da energia elétrica.

O IGP-DI é um dos principais índices inflacionários da FGV, sendo uma medida ampla da inflação no país. Ele compara preços coletados entre o dia 1º e o último do mês de referência com os do mesmo período do mês imediatamente anterior.

Por que importa?

A inflação é a principal preocupação dos bancos centrais no momento, levando a agressivos ciclos de apertos monetários em diversos países. Economistas veem a Selic, taxa básica de juros brasileira, indo a 13,25% em junho, mas há dúvidas de se este será o fim das elevações.

Como afeta seus investimentos?

Dados como o IGP-DI ajudam a traçar panoramas mais realísticos para a economia local e podem mexer com a precificação de ativos. Como o índice veio abaixo das expectativas, ativos de renda fixa pós-fixados podem se desvalorizar em detrimento dos prefixados e de ativos de renda variável.

Fique por dentro:

Inflação na Turquia acelera para quase 70% em abril, a maior do G20

A inflação anual na Turquia acelerou para 69,97% em abril, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, o nível mais alto entre os países que integram o G20. O Instituto de Estatísticas da Turquia informou que a taxa anual de inflação é a mais alta desde 2002. Em março, o índice de preços ao consumidor no país aumentou 61,14%.

Governo quer isentar de Imposto de Renda investimento estrangeiro em renda fixa corporativa

O governo pediu ao Congresso que inclua no projeto de lei do marco de garantias (PL 4188/2021) uma isenção de Imposto de Renda para investimentos estrangeiros em títulos de renda fixa corporativos (debêntures, debêntures incentivadas, CRI e CRA). A medida é uma tentativa de atrair recursos externos e diminuir a cotação do dólar, além de reduzir o custo de captação de recursos pelas empresas (ao minorar também o custo para quem investe).

Para acompanhar hoje:

Balanços de: Porto Seguro e Sabesp

(Com Valor Econômico)


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 08h55
Inflação: pequenas mudanças driblam a disparada dos preços

Com regras simples, você vai tomar as melhores decisões para o seu bolso

Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 18h02
Prévia da inflação de maio deve elevar projeções para a Selic, avaliam economistas

Analistas do mercado consideram que ciclo de aperto monetário pode se estender mais um pouco

Redação IF Publicado em 24.maio.2022 às 10h23
Presidente do Bradesco diz que inflação deve começar a ficar ‘mais controlada’ a partir de 2023

Octavio de Lazari Junior acredita também que a taxa de juros 'só poderá ser reduzida no ano que vem'

Redação IF Publicado em 23.maio.2022 às 09h16
Macy’s pode oferecer pistas sobre força dos gastos do consumidor nos EUA

Investidores monitoram pistas sobre o comportamento da inflação no país