Final do Big Brother Brasil: prêmio deu R$ 2,88 milhões à vencedora

Ganho aumentou 92%; Amanda diz que vai pagar dívida com Fies

Chegou ao fim a 23ª edição do reality show Big Brother Brasil (BBB23). O valor do prêmio do BBB23 não parou de crescer e pulou de R$ 1,5 milhão para R$ 2,88 milhões.

No mesmo dia, a vencedora Amanda declarou o que irá fazer com o dinheirão: “Vou pagar o Fies. São 19 anos. Sou extremamente grata. Financiei 100% da minha faculdade. Estou muito feliz de poder pagar. Quando eu vir aquele dinheiro, nem sei como eu vou reagir”, disse a moça.

E ela tem mesmo muito o que comemorar. Afinal, em 16 de janeiro, quando a 23ª temporada do reality começou, estava garantido que o vencedor levaria pelo menos R$ 1,5 milhão para casa. Mas, mesmo antes do programa ir ao ar, já se especulava sobre a premiação ser acumulativa.

Menos de três meses depois, o valor já chega em quase R$ 3 milhões. Em 3 meses, fazendo algum esforço, a prêmio deu um salto de 92%, em relação ao início do jogo. Neste mesmo período, apenas como comparação, o Ibovespa caiu quase 10%.

E o BDRX (índice que acompanha os principais ativos americanos disponíveis na B3) subiu perto de 5% neste mesmo intervalo de tempo.

Agora, com os juros em 13,75% ao ano e o mercado financeiro focado na renda fixa, dobrar um investimento em poucos meses seria uma façanha e tanto.

Então, isso é rendimento para investidor nenhum botar defeito, certo? Contudo, será que é possível conseguir uma evolução dessas fazendo aplicações? Quem responde é Bruno Mori, economista e sócio fundador da consultoria Sarfin.

Em janeiro, Bruno ajudou a Inteligência Financeira a mostrar como um investidor poderia dobrar o valor de R$ 1,5 milhão ou (se preferisse) viver bem apenas com os seus rendimentos. Vamos ver o que ele preparou agora.

Quais investimentos rendem tanto quanto o prêmio do Big Brother Brasil?

Se considerarmos que o investimento inicial de R$ 1,5 milhão chegou a R$ 2,88 milhões em três meses, estamos falando de um rendimento de 92% nesse período.

“Normalmente este rendimento só é possível em renda variável, com ações e/ou derivativos que apresentam alto risco”, diz ele.

Portanto, aqui entre nós, seria preciso – além do sangue frio e da inteligência financeira para investir – uma boa dose de sorte para alcançar um rendimento desse tamanho em tão pouco tempo.

No prêmio do Big Brother Brasil, entretanto, não há risco. Desde o início, está determinado que a conta do vencedor vai engordar pelo menos R$ 1,5 milhão. Portanto, ações e derivativos não são uma comparação muito justa.

Quanto R$ 1,5 milhão teriam rendido na renda fixa?

Dessa forma, ajustando a régua, vamos comparar o rendimento do prêmio do BBB23 com aplicações de renda fixa. Bruno simulou o rendimento dessa aplicação em algumas opções de baixo risco.

O cálculo considera que aplicação inicial foi feita em 28 de janeiro (que foi quando publicamos aquele post sobre como multiplicar o prêmio do BBB) e que a data de corte é 11 de abril. Confira os resultados:

AplicaçãoRendimento brutoRendimento líquido
PoupançaR$ 18.948,90R$ 18.948,90
CDB (100% do CDI)R$ 37.007,22R$ 26.680,59
LCI e LCA (93% do CDI)R$ 34.387,87R$ 34.387,87
Fonte: Consultoria Sarfin para a Inteligência Financeira

Quanto renderia o valor inicial do prêmio do BBB em FIIs e ações?

Agora, apenas por curiosidade, vamos imaginar que você tivesse o valor inicial do prêmio do Big Brother Brasil e decidisse arriscar alto, investindo tudo em fundos imobiliários (FIIs) ou ações. Será que já teria mais de R$ 2 milhões na conta, como o futuro vencedor do reality?

Nada disso. Na simulação de Bruno, quem investisse esse montante em FIIs no dia 28 de janeiro teria em 11 de abril um prejuízo de R$ 23.550, considerando o retorno do IFIX (Índice de Fundos Imobiliários) de -1,57%.

E investindo em ações será que dá para ganhar mais de R$ 500 mil nesse período? Veja bem… a simulação indica que se você tivesse investido o valor inicial do prêmio na Bolsa, teria acumulado prejuízo de R$ 81.450, considerando o retorno do Ibovespa de -5,43% no período.

Como mudar a estratégia quando o dinheiro é mais (ou menos) do que você imaginou?

Voltando à vida real, mesmo que você não seja surpreendido por receber quase R$ 2,5 milhões quando esperava que apenas R$ 1,5 milhão caíssem do céu, pode aproveitar uma dica importante de Bruno. E, assim, saber se é preciso mudar a estratégia de aplicações quando o dinheiro recebido for maior (ou menor) do que imaginava.

De acordo com o especialista, quando esse tipo de surpresa ocorre, o mais importante é checar se o seu perfil de investidor continua o mesmo.

“O investidor – ao ser surpreendido por um valor maior do que esperava ter – pode se sentir mais disposto a correr riscos em função do aumento de patrimônio financeiro”, diz ele.

Ou seja, você pode deixar de ter um perfil conservador para assumir uma postura mais moderada. Ou, se seu perfil já era moderado, quem sabe você queira se tornar mais arrojado.

E, por outro lado, se o valor for menor do que era esperado, é possível que ele se torne ainda menos aberto a riscos. “Isso é pessoal, não existe uma regra fixa”, diz ele. “Por isso o perfil deve ser reavaliado periodicamente”, recomenda.

Para um perfil moderado, por exemplo, sua recomendação de carteira é a seguinte:

  • 60% em renda fixa;
  • 20% em inflação;
  • 20% em renda variável.

Quanto R$ 2,88 milhões podem render em renda fixa

E agora, para finalizar, vamos imaginar quanto você poderia ter de rendimentos se aplicasse o valor de R$ 2,88 milhões em CDB e LCI e LCA por 12 meses. Não custa nada fazer planos, não é?

R$ 2,88 milhões em CDB por 12 meses

“Considerando um CDI de 11,5%, em 12 meses o rendimento bruto seria algo em torno de de R$ 300.000,00”, diz o especialista. Descontando o IR de 20% (R$ 60.000) você teria algo como R$ 3.120.000,00 líquidos depois de um ano.

Rendimentos em LCI e LCA

“Considerando uma LCI ou LCA com o mesmo CDI (11,5%) e remuneração de 93% do CDI (10,695%), o rendimento líquido seria de algo perto de R$ 280.000,00”, calcula Bruno.

Olhando todos esses números e comparando com os R$ 2,88 milhões do BBB23, até daria para encarar 3 meses sob os holofotes 24 horas por dia, 7 dias por semana, não é mesmo?

Leia a seguir

Leia a seguir