Exclusivo: como Luiz Barsi Filho conquistou R$ 4 bilhões em ações? Megainvestidor revela estratégia

Nós esmiuçamos a carteira de renda variável do maior investidor do Brasil

Era para ser 1 hora de conversa. Mas Luiz Barsi Filho, o maior investidor de ações do Brasil, conversou com nossa equipe da Inteligência Financeira, na terça-feira 27 de junho, por quase 2 horas.

Teria ficado até mais, não fosse uma reunião que aconteceria na sequência do que deveria ter sido seu almoço. Dessa conversa, tiramos o que há de melhor das lições do Rei da Bolsa (também conhecido como Rei dos Dividendos), que conta como foi do zero a um patrimônio de R$ 4 bilhões em ações.

Então, o que você verá e ouvirá é uma conversa entusiasmada, cheia de ensinamentos. Aliás, Barsi não segue dicas de investimento. Ele visita as empresas, conversa com os executivos de Relações com Investidores (os famosos RI das companhias) e até com os acionistas.

Se quer saber com detalhes, cadastre-se abaixo e receba, em primeira mão, a entrevista exclusiva com Luiz Barsi Filho:

Error: Contact form not found.

Pois bem, durante o papo, ele disse que costuma fazer duas perguntas a executivos:

  1. “Quanto vale sua empresa?”;
  2. “Se você tivesse esse dinheiro, você compraria?” (E ele revela, nessa entrevista, que normalmente a resposta que recebe é “não”).

Barsi tem ideias interessantes. Você não precisa concordar, mas deve ouvir este senhor que opera no mercado desde 1967, “antes mesmo das corretoras existirem”, gosta de reforçar. Ele tem um olhar interessante sobre o mercado. “Sabe como eu sei que acerto? Quando vejo os outros errando.” E ri.

Os erros de Barsi

E sim, Barsi errou. Acertou mais do que errou, mas tropeçou no meio do caminho. Aqui você vai saber quais foram os erros que Barsi cometeu, investindo em grandes bancos. “Quem ia imaginar que o banco do Senna ia quebrar?”, questionou.

Luiz Barsi em papo exclusivo à Inteligência Financeira. Barsi está sorrindo, sentado, de frente para uma mesa de madeira clara onde está com as mãos apoiadas. Ele é branco, com cabelos brancos, óculos e uma camisa polo listrada.
Considerado o Rei dos Dividendos, Luiz Barsi diz não se preocupar com a bolsa de valores – Foto: PK Filmes

De quanto é o patrimônio de Barsi?

Na conversa, Barsi puxou minha orelha. “Quanto o senhor tem investido na bolsa?” – perguntei eu, no automático, porque é a pergunta que normalmente faço para investidores de renda variável. “Eu não invisto em bolsa, porque não tenho papéis da B3. Invisto em ações.” Pior que ele tem razão, e eu nunca mais farei esta pergunta do mesmo jeito…

Bom, eu queria valores atualizados, afinal, a última informação era de que a fortuna de Luiz Barsi girava em torno de R$ 2 bilhões.

Eu tenho R$ 4 bilhões. Eram uns R$ 4,6 bilhões, mas desvalorizaram.”

“Calma, o senhor perdeu R$ 600 milhões?” – perguntei, quase aos berros.

“Não perdi, porque não vendi nada. Patrimônio alimenta o ego, não o bolso”, respondeu ele, calmíssimo.

E como chegou nesse patrimônio? De acordo com ele mesmo, “99% do meu patrimônio foi oferecido pelas empresas. Eu mesmo invisto pouco, são as empresas que investem por mim.”

Aliás, nessa conversa você vai ver um lado de Barsi pouco visto até então. A de um investidor que não dá atenção à polêmica em torno dos juros altos e que desdenha do Ibovespa, índice para o qual ele não olha nem de curiosidade. “A maior referência do mercado é o resultado de uma empresa. Não me preocupo com a bolsa.” Errado ele não está.

Qual é a estratégia de Barsi?

A estratégia que Barsi usa é simples. Tão simples que você vai se assustar. Em resumo, Barsi prega que você deve ter um foco. O problema é… ter o foco. Mas aqui ele vai te explicar o que você pode fazer para centrar fogo na sua prioridade.

A estratégia é ter uma posição mais conservadora na renda variável. O método Barsi consiste em avaliar indicadores de rentabilidade por ação em relação ao preço dos papéis e analisar a saúde financeira de uma empresa e quanto ela pode aumentar em valor. Seu foco é centrado em empresas que não estejam sujeitas a indicadores econômicos, como inflação e juros. Pois é.

Por isso, ele gosta do setor energético (“Todo mundo depende de energia”), das companhias que distribuem dividendos e com dividend yield acima de 6%.

Neste vídeo, esmiuçamos cada um dos papéis que ele tem em carteira, como:

Quem é Luiz Barsi?

Barsi tem “84 anos e 9 meses” – para mostrar que ele conta tudo, inclusive o período de gestação. Aliás, resumimos muito bem sua trajetória aqui neste perfil.

Graduado em ciências atuariais, direito e economia, é hoje o investidor com maior volume de dinheiro aplicado na B3. Isto é, a bolsa de valores brasileira. Sua fortuna, como ele mesmo revelou, gira em torno de R$ 4 bilhões – isso somente em ações.

Este ex-jornalista e ex-dono de corretora casou-se 3 vezes e tem 5 filhos: um deles é a contadora, economista e analista CNPI Louise, que está seguindo os passos do pai e que o acompanhou nesta conversa exclusiva com a Inteligência Financeira.