Melhores e piores: BR Properties (BRPR3) dispara, e Infracommerce (IFCM3) devolve ganhos do dia anterior

Veja as ações que mais subiram e desceram nesta terça (30) e os motivos

As ações da BR Properties (BRPR3) lideraram os ganhos na bolsa nesta terça-feira (30), com alta de mais de 16%, valendo R$ 66,75 ao final da sessão. Com isso, os papéis registram alta e 252% em 12 meses.

A empresa lançou, no começo de abril, seu primeiro fundo de investimento imobiliário, o que fez com que as ações disparassem.

Nos últimos dias, os papéis voltaram a subir diante da retomada dos FII. No mês, o IFIX (Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários) sobe 5,13%.

Perdas

Entre as empresas que mais perderam valor na bolsa, destaque para a Infracommerce (IFCM3), que liderou as quedas entre empresas com volume na casa dos milhões de reais ou acima disso.

A companhia de infraestrutura para e-commerces liderou os ganhos nos dois pregões anteriores (de sexta e segunda), somando alta de 16% só na sessão de segunda. Portanto, tudo que a empresa ganhou no pregão anterior foi devolvido nesta terça.

As perdas podem estar relacionadas às especulações sobre a chegada da Shein no Brasil. No pregão desta terça, as ações da Coteminas (CTNM3), que está em negociação para ser fabricante do site asiático no Brasil, subiram mais de 10%, apesar do baixo volume negociado.

Caso da Infracommerce

As altas recentes da empresa de infraestrutura digital podem estar relacionadas a uma redução no número de funcionários e do volume de investimentos, com a expectativa de chegar em 2024 em um ponto de equilíbrio nas contas.

“Isso é uma sinalização da preocupação da governança corporativa da empresa, buscando um crescimento mais sustentável”, diz Acilio Marinello, coordenador do MBA Executivo em Digital Banking da Trevisan Escola de Negócios.   

Perspectiva de queda dos juros também favorece

Outo ponto que parece estar fazendo preço positivamente é a conjuntura macroeconômica. Com a redução das perspectivas de inflação, o IPCA vem numa tendência de queda, o que pode refletir em uma possível retomada da queda dos juros básicos da Selic pelo Banco Central.

“Tudo isso deve gerar mais movimento para o varejo eletrônico aqui no país. Então, os clientes que a Infracommerce já tem no Brasil devem ter um volume de compras maior, e isso deve gerar mais negócios e mais receita”, completa o especialista.

Além disso, o BTG colocou o preço alvo das ações da Infracommerce, que hoje está em R$ 2, em R$ 25, o que também animou os investidores.

Entrada da Shein

A vinda da Shein pode ser um ofensor para os players locais que são atendidos pela Infracommerce, porém, o desembarque da gigante asiática no país ainda ainda não é certo, por isso, o impacto ainda está relacionado apenas a especulações, alerta Marinello

“Até que tudo aconteça nesse movimento da Shein operando no Brasil, são principalmente esses fatores macroeconômicos que têm causado essa oscilação da Infracommerce nos últimos pregões”, destaca.

Melhores ações* do dia

  • BR Properties (BRPR3) +16,67%
  • Sequoia (SEQL3) +8,00%
  • Azevedo (AZEV4) +6,66%
  • Time for Fun (SHOW3) +6,00%
  • Estapar (ALPK3) +5,20%

Piores*

  • Infracommerce (IFCM3) -14,67%
  • Telebras (TELB3) -10,35%
  • GetNinjas (NINJ3) -9,43%
  • Movida (MOVI3) -6,52%
  • Livetech (LVTC3) -6,46%

* A lista de melhores e piores da bolsa contempla empresas que negociam ações na B3 , dentro ou fora do Ibovespa e outros índices, e que no dia tiveram volume de negociação na casa dos milhões de reais, ou acima disso.