Focus: Mercado sobe projeção para o IPCA para 6,01% e passa a ver corte maior da Selic em 2023

Expectativas para o PIB e para o câmbio foram cortadas pelos agentes financeiros, segundo o novo boletim

O novo boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (17) pelo Banco Central (BC), mostra uma piora nas projeções para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) em 2023 e em 2024. Para este ano, a previsão para a inflação oficial brasileira subiu pela terceira semana seguida, de 5,98% para 6,01%. A alta esperada para o ano que vem avançou de 4,14% para 4,18%. A estimativa para 2025 ficou em 4%.

A perspectiva de alta maior ocorre mesmo após o IPCA desacelerar em março (0,71%) em relação a fevereiro (0,84%) e também ficar abaixo das expectativas do mercado (0,77%). O índice fechou o mês com alta de 4,65% no acumulado em 12 meses.

Apesar disso, no cenário para a Selic, os especialistas das instituições financeiras passaram a projetar um corte maior da taxa em 2023, que atualmente está em 13,75%. A previsão para o juros básicos da economia no encerramento do ano caiu de 12,75% para 12,50%.

As expectativas para 2024 e 2025 permaneceram em 10% e 9%, respectivamente.

O novo relatório do BC aponta também uma piora nas previsões para o crescimento da economia em 2023, 2024 e 2025. A estimativa para o avanço do PIB este ano oscilou de 0,91% para 0,90%. No ano que vem, recuou de 1,44% para 1,40%. E baixou de 1,76% para 1,72% no ano seguinte.

Por fim, no panorama para o câmbio, a projeção do mercado para o fechamento de 2023 passou de R$ 5,25 para R$ 5,24. A expectativa para 2024 também teve um leve ajuste, de R$ 5,27 para R$ 5,25. Já a previsão para 2025 ficou em R$ 5,30.