Consignado: veja o que mudou no empréstimo mais barato do Brasil

A partir deste ano, a renda comprometida com as prestações caiu de 40% para 35%

Investimentos em 2022: Dicas para tomar as decisões corretas com seu dinheiro
– Ilustração: Renata Miwa

Pontos-chave

  • Outra mudança se refere ao número máximo de parcelas mensais para pagamento da dívida: passou de 7 para 6 anos
  • Levantamento do Banco Central mostra que os juros do consignado estavam entre 1,37% e 2,14% ao mês entre 36 instituições financeiras

Empréstimo consignado é uma modalidade na qual você pede dinheiro emprestado para uma instituição financeira e os pagamentos são descontados todos os meses do seu holerite, contracheque ou benefício do INSS. Segundo o Serasa, o consignado é mais comum para funcionários públicos, aposentados e pensionistas. Na prática, isso significa que uma parte da renda fica comprometida antes mesmo de o dinheiro chegar na sua conta corrente.

A maior mudança neste ano está no volume de consignado que pode comprometer sua renda líquida: até dezembro, era de até 40%, sendo 35% no empréstimo convencional e outros 5% via somente cartão de crédito consignado. A partir deste mês de janeiro, o limite passou para até 30% no empréstimo pessoal e 5% para despesas e saques com cartão de crédito consignado. Com isso, o banco não pode descontar do benefício além do limite estabelecido pela margem do consignado.

O que é o cartão de crédito consignado?

O cartão de crédito consignado funciona como um cartão de crédito comum e é usado para o pagamento de produtos e de serviços no comércio. A diferença é que, no cartão de crédito consignado, o valor da fatura pode ser descontado, total ou parcialmente, automaticamente na folha de pagamento, limitado ao valor da margem consignável.

Outra mudança em 2022 se refere ao número máximo de parcelas mensais para pagamento da dívida. A partir deste mês, o limite passou a ser de 72 meses, ou 6 anos. Até dezembro, o número estava em 84 meses (7 anos).

Empréstimo consignado é um dos mais baratos

O empréstimo consignado é um dos mais baratos do mercado, porque a instituição financeira tem garantido que as parcelas serão pagas em dia. Os aposentados e pensionistas são os que mais recorrem a esse tipo de empréstimo. Dados do INSS mostram que o número de pedidos de consignado entre aposentados e pensionistas subiu de 32,5 milhões em 2019 para 40,5 milhões em 2021 devido ao aumento da margem de empréstimo para 40%.

Juros mais altos

Em dezembro do ano passado, o teto dos juros do consignado voltou ao patamar pré-pandemia, passando de 1,8% para 2,14% ao mês no empréstimo convencional. No caso das operações com cartão de crédito consignado, os juros passaram de 2,7% para 3,06% ao mês. Os bancos, portanto, não podem ultrapassar esse limite. Com o aumento, os juros ao ano podem chegar a 30%. Os juros menores do consignado valiam desde março de 2020.

Na época, o teto dos juros para empréstimos consignados passou de 2,08% para 1,8% ao mês e, nas operações realizadas pelo cartão de crédito, recuou de 3% para 2,7% mensais.

Último levantamento do Banco Central mostra que, em dezembro de 2021, os juros do consignado estava entre 1,37% e 2,14% ao mês entre 36 instituições financeiras pesquisadas.

Com reportagem do G1


Você também pode gostar

Entrevista da Semana

Publicado em 26.jan.2022 às 10h40

Entrevista da Semana: é possível viver de renda passiva?

Como montar uma carteira de investimentos que faz seu dinheiro trabalhar por você? Louise Barsi explica na Entrevista da Semana

Redação IF

Publicado em 25.jan.2022 às 16h30

Conta de luz sobe 137% a mais que inflação em sete anos; saiba como economizar

Uma saída é ficar atento ao selo de classificação de eficiência de gasto de energia

Valor Econômico

Publicado em 25.jan.2022 às 14h00

Vale a pena comprar um carro em 2022?

Especialistas avaliam que, em razão das dificuldades enfrentadas pela indústria, o melhor momento para adquirir um veículo pode ficar para o fim de 2022 ou início de 2023

Redação IF

Atualizado em 25.jan.2022 às 11h13

Ferramenta lançada pelo Banco Central para devolver dinheiro retido pelos bancos segue instável

Os valores são fruto de contas-correntes ou poupanças encerradas ainda com saldo disponível, tarifas ou parcelas cobradas indevidamente e sobras de crédito e recursos de consórcio

Direto no Bolso

Atualizado em 25.jan.2022 às 10h43

Direto no Bolso: como antecipar despesas e não prejudicar as finanças

Especialistas explicam como você pode se planejar para não perder o controle das finanças e acabar endividado

Redação IF

Atualizado em 25.jan.2022 às 07h46

Seguro do carro para jovens pode custar quase o dobro, aponta índice

Estudo realizado pela insurtech TEx mostra que quanto mais velho o modelo do veículo, mais cara a cobertura

Redação IF

Atualizado em 26.jan.2022 às 11h26

Ferramenta lançada pelo Banco Central permite saber se você tem dinheiro a receber dos bancos

Segundo o BC, há ao menos R$ 8 bilhões parados nas instituições financeiras – conheça o passo a passo para fazer a consulta e saber se você é credor

Redação IF

Publicado em 24.jan.2022 às 16h51

Custo de vida em São Paulo tem maior alta desde 2015; saiba como organizar as finanças

O aumento foi maior para as pessoas mais pobres: para a classe E, a elevação chegou a 11,38%; na classe A, a alta ficou em 9%

Redação IF

Publicado em 24.jan.2022 às 15h21

4 erros que te impedem de ganhar dinheiro

O que você deve (e o que não deve fazer) para ganhar dinheiro? O Passo a Passo explica quais são os principais erros financeiros cometidos pelas pessoas

Mais lidas hoje

  1. Redação IF

    Redação IF

    Atualizado em 26.jan.2022 às 11h26
    Ferramenta lançada pelo Banco Central permite saber se você tem dinheiro a receber dos bancos

    Segundo o BC, há ao menos R$ 8 bilhões parados nas instituições financeiras – conheça o passo a passo para fazer a consulta e saber se você é credor

  2. Redação IF

    Redação IF

    Atualizado em 22.jan.2022 às 12h01
    Neymar compra NFTs por R$ 6 milhões; saiba como funciona esse investimento

    Craque passa a fazer parte de um clube restrito a bilionários, que têm direito a festas particulares

  3. Valor Econômico

    Valor Econômico

    Publicado em 24.jan.2022 às 08h37
    Cade dá aval para Joesley e Wesley Batista assumirem controle da J&F Participações

    A J&F é a controladora do Banco Original do Agronegócio e do Banco Original

  4. Redação IF

    Redação IF

    Atualizado em 25.jan.2022 às 11h13
    Ferramenta lançada pelo Banco Central para devolver dinheiro retido pelos bancos segue instável

    Os valores são fruto de contas-correntes ou poupanças encerradas ainda com saldo disponível, tarifas ou parcelas cobradas indevidamente e sobras de crédito e recursos de consórcio