Quer investir fora do Brasil? Saiba como fazer

Fazer investimentos no exterior é mais simples e seguro do que parece, explica Roberto Lee, especialista em investimentos na Bolsa dos EUA

Roberto Lee, CEO da corretora Avenue. Ilustração: Marcelo Andreguetti/Inteligência Financeira

Investir fora do Brasil é acessível? Muita coisa mudou no mundo dos investimentos, principalmente em termos de facilidade para quem quer colocar seu dinheiro no exterior Mas será que isso é uma boa ideia para a maioria das pessoas? Ou será que só serve para quem é muito rico?

Para conversa sobre esse assunto, a jornalista Anne Dias, editora da IF, entrevistou Roberto Lee, CEO da corretora Avenue. Em 2018, a Avenue deu início às suas operações. Em três dias, sete mil pessoas abriram conta na corretora. Atualmente, a corretora tem mais de 300 mil clientes que aportam dinheiro na bolsa americana.

“Carteiras modernas de investimento não cabem mais em apenas um país”, afirma Roberto Lee. Segundo o CEO da Avenue, existe um movimento de investidores comuns buscando investimentos nos Estados Unidos. Investir fora do Brasil é uma grande oportunidade, explica Lee, porque o Brasil representa apenas 1% das possibilidades de investimento ao redor do mundo.

“Nos EUA, você não apenas encontra as grandes empresas americanas como Facebook, Apple, Google, mas também as chinesas, como Alibaba. Cada vez mais empresas brasileiras escolhem o mercado americano para fazer suas vendas de ação”, diz o executivo.

E quais são os riscos de investir fora do Brasil? Para Roberto Lee, a insegurança das pessoas se dá por conta do desconhecimento das vantagens desse tipo de investimento. “O mercado americano é o mais seguro do mundo”, afirma. No Brasil, o investimento considerado mais seguro é o Tesouro Selic. “No contexto global, ele segue abaixo dos graus de investimento, ou seja, tem um risco extremamente elevado em relação ao resto do mundo”, diz. “Temos de começar a mudar a perspectiva: quem varia? Será que é o dólar ou o real?”

Quer saber mais sobre como investir fora do Brasil com segurança? Assista à Entrevista da Semana!


Você também pode gostar

Leonardo Guimarães

Atualizado em 07.dez.2021 às 19h52

O que não fazer com seus investimentos em 2022

Elaboramos dicas essenciais para 2022, que será um ano desafiador e vai exigir preparo dos investidores

Redação IF

Atualizado em 07.dez.2021 às 12h04

Poupança deve voltar a ter rendimento pela regra antiga após reunião do Copom; entenda como funciona e onde investir

Com uma Selic acima de 8,5% ao ano, poupança passará a ter retorno fixo de 0,5% ao mês + TR, ou 6,17% ao ano. Mesmo rendendo mais, aplicação segue perdendo para a inflação

Redação IF

Publicado em 06.dez.2021 às 16h17

Saques na poupança superam depósitos em R$ 12,3 bilhões em novembro

Foi o quarto mês seguido com saída líquida de recursos da modalidade de investimento

Valor Econômico

Atualizado em 06.dez.2021 às 08h07

Poupador não se anima com Tesouro Prefixado

Segundo o Tesouro Nacional, esses foram os papéis que menos venderam nos últimos meses

Isabella Carvalho

Publicado em 03.dez.2021 às 17h13

Cinco dicas para escolher um fundo de investimento

Só durante a pandemia foram lançados 3.201 fundos. Com tantas opções no mercado, você deve analisar alguns pontos para fazer a melhor seleção

Anne Dias

Atualizado em 03.dez.2021 às 18h39

“Meu erro é não parar para estudar mais sobre o que fazer com o dinheiro”

O filósofo Magnus Cesar Bouchardet tem uma paixão: a bicicleta. E um problema: a má organização das finanças

Leonardo Guimarães

Atualizado em 06.dez.2021 às 10h24

Queda de 0,1% do PIB pode mudar a trajetória da Selic e, radicalmente, a dos seus investimentos

Desaceleração do PIB no terceiro trimestre pode parecer pequena, mas o fraco desempenho da economia afeta o seu bolso

Valor Econômico

Atualizado em 03.dez.2021 às 07h41

Com loja parada, ação de grandes redes cai

Expectativas começam a ser reduzidas e investidor vem “precificando” um mês de dezembro difícil