Guedes: ‘Se não quiser reduzir preço, que se dane, aumenta e o consumidor sai de perto’

Ministro negou que tenha pedido congelamento de preços a empresários

Foto: Gustavo Raniere/ME

O cenário externo “é um mar turbulento” e não deve melhorar tão cedo, afirmou o ministro da Economia, Paulo Guedes, na abertura do Brasil Investment Forum, nesta terça-feira em São Paulo.

“Acho que vai se agravar bastante a situação da economia mundial”, disse ele citando o esgotamento de processos ligados à globalização, a pandemia e a guerra na Ucrânia. “Lá fora o mar é turbulento e vai piorar”, disse.

“Não tenho a menor dúvida de que viria uma recessão na Europa e Estados Unidos”, afirmou, acrescentando que não existe mais alternativa de “pouso suave”. A pandemia, por exemplo, representou o pior dos mundos, menor oferta e maior demanda, segundo ele.

Para o Brasil, há oportunidades na reconfiguração das cadeias produtivas mundiais, disse Guedes. “Brasil está pertinho e é amigo dos EUA, da Europa e da China”, afirmou. “O Brasil dança com todo mundo.”

Sobre o corte de impostos como ICMS e IPI, Guedes disse que as medidas dão folga para empresários não terem de ficar reajustando preços. “Foi nesse sentido que falei, não tem nada a ver com congelamento”, afirmou. “Você pode ficar um tempo sem remarcar preços, voluntário, se quiser fazer”, disse. “Não tem nada a ver com tabelamento.”

“Reduzimos os impostos. Mesmo que os custos subam, como caíram os impostos, você pode ficar um tempo sem remarcar preços, ponto. Voluntário, se quiser fazer. Se não quiser, que se dane, aumenta o preço e o consumidor sai de perto”, disse.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 17h45
Juros futuros fecham em queda, em linha com taxas dos títulos públicos globais

Medo de recessão nos EUA pesou mais do que riscos fiscais no Brasil

Papo de Finanças Atualizado em 02.jul.2022 às 08h21
Como as eleições interferem nos seus investimentos?

De alguma maneira, seu bolso será afetado pelas eleições do fim do ano. O que pode acontecer? Nina Silva explica

JOTA Publicado em 01.jul.2022 às 16h58
Semana política: PEC “vale-tudo” une governo e oposição por votos

Enquanto isso, em campanha, Lula acena a empresários e ao mercado, diz Fábio Zambeli, do JOTA

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 15h28
Bilionários dão adeus a US$ 1,4 tri no 1º semestre; veja quem perdeu mais

A fortuna de Elon Musk caiu quase US$ 62 bilhões. Jeff Bezos viu sua riqueza diminuir em cerca de US$ 63 bilhões. O patrimônio líquido de Mark Zuckerberg foi reduzido em mais da metade

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 15h08
Efeito bumerangue: entenda como quem tem menos grana vai pagar, no futuro, a conta da ‘PEC Eleitoral’

Aumento de gastos tende a pressionar a inflação e prejudicam, principalmente, as pessoas de menor poder aquisitivo

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 18h17
União Europeia chega a acordo histórico para regular critpoativos. ‘É o fim do Velho Oeste digital’, diz parlamentar

NFT com preço fixo, como ingressos para eventos ou itens em games, não serão regulados. Provedores deverão divulgar impacto ambiental dos ativos digitais