Bolsonaro pede a empresários que cortem margem de lucro na cesta básica

Presidente fez apelo em evento do setor de alimentos

Presidente Jair Bolsonaro durante pronunciamento. Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (9) que empresários do ramo de alimentos diminuam a margem de lucro na produção e na venda de produtos da cesta básica. Essa, segundo ele, seria uma forma de ajudar a combater os altos índices de inflação no país.

Nesta quinta, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o IPCA, considerado a inflação oficial do país, desacelerou para 0,47% em maio, após alta de 1,06% em abril. O acumulado em 12 meses é de 11,73%.

“Nós devemos em momentos difíceis como esses, entendo, todos nós colaborarmos. Então o apelo que eu faço aos senhores, para toda a cadeia produtiva, para que os produtos da cesta básica, cada um obtenha o menor lucro possível para a gente poder dar uma satisfação a uma parte considerável da população, em especial os mais humildes”, afirmou o presidente na abertura do Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento, promovido pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

No mesmo evento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo está dando sua contribuição para a cadeia produtiva do país. “Estamos abaixando os impostos, reduzimos os impostos de importação pela primeira vez em 40 anos de Mercosul, zeramos os impostos sobre produtos como desossados, grãos, arroz e feijão, reduzimos todos os impostos da cesta básica, os impostos federais”, declarou.

Guedes lembrou ainda a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). “Teve 35% de redução do IPI, zeramos o ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços], estamos dando a nossa contribuição para a nossa cadeia produtiva”.

Com informações do portal g1 e da Agência Brasil


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 17h45
Juros futuros fecham em queda, em linha com taxas dos títulos públicos globais

Medo de recessão nos EUA pesou mais do que riscos fiscais no Brasil

Papo de Finanças Atualizado em 02.jul.2022 às 08h21
Como as eleições interferem nos seus investimentos?

De alguma maneira, seu bolso será afetado pelas eleições do fim do ano. O que pode acontecer? Nina Silva explica

JOTA Publicado em 01.jul.2022 às 16h58
Semana política: PEC “vale-tudo” une governo e oposição por votos

Enquanto isso, em campanha, Lula acena a empresários e ao mercado, diz Fábio Zambeli, do JOTA

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 15h28
Bilionários dão adeus a US$ 1,4 tri no 1º semestre; veja quem perdeu mais

A fortuna de Elon Musk caiu quase US$ 62 bilhões. Jeff Bezos viu sua riqueza diminuir em cerca de US$ 63 bilhões. O patrimônio líquido de Mark Zuckerberg foi reduzido em mais da metade

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 15h08
Efeito bumerangue: entenda como quem tem menos grana vai pagar, no futuro, a conta da ‘PEC Eleitoral’

Aumento de gastos tende a pressionar a inflação e prejudicam, principalmente, as pessoas de menor poder aquisitivo

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 18h17
União Europeia chega a acordo histórico para regular critpoativos. ‘É o fim do Velho Oeste digital’, diz parlamentar

NFT com preço fixo, como ingressos para eventos ou itens em games, não serão regulados. Provedores deverão divulgar impacto ambiental dos ativos digitais

Valor Econômico Publicado em 01.jul.2022 às 11h39
Análise: PEC dos Combustíveis dificulta o trabalho do Banco Central para baixar a inflação

O assunto novo levantado pelo Copom em junho é o risco de as medidas colocarem o pé no acelerador da economia, num momento em que a política monetária pisa no freio