Fundos de ações de Petrobras e Vale renderam até 25 vezes mais que o FGTS desde o lançamento

Trabalhador poderá usar dinheiro do fundo de garantia para comprar ações da Eletrobras

Fôlego por recompra de ações se mantém e operações já se aproximam de total de 2020

Os fundos mútuos de capitalização da Petrobras e da privatização da Vale lançados em 2000 e 2002 renderam respectivamente oito vezes e 25 vezes mais do que o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ao trabalhador que optou por usar o saldo do FGTS para adquirir cotas. Segundo dados levantados pelo Valor Data, Petrobras teve uma valorização de 1.236,2% de 18 de agosto de 2000 a maio de 2022, enquanto o FGTS rendeu só 152,7% no período. Já Vale subiu 3.426,4% de março de 2002 a maio de 2022, contra 133,4% do FGTS.

Na época da operação com a Petrobras, o governo chegou a oferecer um desconto de 20% sobre o preço das ações para estimular as pessoas a trocarem a renda garantida do FGTS pelo risco das ações da estatal. Com a privatização da Eletrobras, o governo abrirá novamente a possibilidade de as pessoas usarem até metade do saldo para comprarem indiretamente ações da empresa por meio desses fundos mútuos.

As regras de liquidez devem ser as mesmas do fundo de garantia, ou seja, o dinheiro só pode ser resgatado em caso de demissão sem justa causa, compra de imóvel, aposentadoria, diagnóstico de câncer e HIV e outras situações específicas. A aplicação será por meio de instituições que funcionarão como administradoras dos fundos mútuos de privatização. Vale lembrar, contudo, que todo investimento em renda variável envolve riscos e que desempenho passado não é garantia de retorno futuro.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 18h11
NY: Bolsas fecham em alta e quebram sequencia de três semanas de perdas; Nasdaq acumula alta de 7,5%

Ainda que o medo por uma recessão continue presente, o temor vem sendo calibrado, com analistas enxergando exagero nas projeções

4 min
Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 18h49
Ibovespa fecha semana em baixa de 1,15%; dólar alcança maior valor desde fevereiro e sobe 2,13% na semana

Moeda americana voltou a superar R$ 5,25 e tem 4ª semana consecutiva de alta frente ao real

3 min
Papo de Finanças Publicado em 24.jun.2022 às 17h04 Duração 8 min.
Como ter segurança nos investimentos?

Você está se sentindo aflita com tanta instabilidade na economia? Nina Silva explica o que fazer em momentos tão tensos

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 16h21
Americanos buscam ações defensivas com medo da recessão

Investidores monitoram o Fed, que quer derrotar a inflação a qualquer custo

3 min
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 14h46
Ataque hacker leva US$ 100 milhões em criptomoedas

Furto aconteceu na Horizon, ponte blockchain de finanças descentralizadas

2 min
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h57
Dólar apresenta volatilidade e bate R$ 5,27 na máxima

Moeda americana opera sem uma tendência definida

2 min
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h53
Inflação e baixa renda inibem recuperação do consumo no Brasil

Indicador da FGV mostrou uma melhora da confiança entre as faixas de maior poder aquisitivo

3 min
JOTA Publicado em 24.jun.2022 às 12h39
Projeto transforma créditos de ICMS em ativos virtuais para negociação

Proposta tenta incentivar as exportações no país; especialista afirma que projeto é importante, mas ainda imaturo

4 min
Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 11h46
2 min