Nos EUA, Powell fala ao Senado e deve reiterar ações do Fed para conter inflação alta

Presidente do banco central americano discursa em audiência de nomeação para confirmação do seu segundo mandato no cargo

Jerome Powell, o presidente do Fed, o banco central dos EUA (Foto: Fed/divulgação)

Os investidores estão atentos hoje ao depoimento do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, diante do Comitê de Assuntos Bancários do Senado dos Estados Unidos, em audiência de nomeação para confirmação do seu segundo mandato no cargo. De acordo com o discurso que Powell fará hoje, que foi divulgado ontem, Powell deve reiterar que a autoridade monetária usará todas as ferramentas necessárias para apoiar a economia e um mercado de trabalho forte, e também para evitar que uma inflação mais alta se consolide.

O presidente do Fed lembra, em seu discurso, que há quatro anos, quando se apresentou diante do Comitê do Senado, a economia dos EUA desfrutava de seu 11º ano de expansão, o mais longo já registrado, ao mesmo tempo em que o desemprego atingia o menor nível em 50 anos. “Mas esse quadro atraente virou praticamente da noite para o dia, à medida que o vírus varria o mundo”, diz o presidente do Fed, no discurso de recondução ao cargo.

Para ele, “poucos poderiam prever” os grandes desafios que se aproximam. Porém, quase dois anos desde o início da pandemia, Powell ressalta que já se começa a ver que a economia pós-pandemia provavelmente será diferente em alguns aspectos. ” A continuidade dos nossos objetivos terá de levar em conta estas diferenças. Para isso, a política monetária deve ter visão ampla e prospectiva, acompanhando o ritmo de uma economia em constante evolução”, ressalta.

Para Powell, o desafio será encontrar um equilíbrio entre garantir aos legisladores que o Fed está controlando a inflação sem assustar os mercados de que pode agir de forma agressiva, desencadeando uma recessão econômica.

Com Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Anne Dias Publicado em 20.maio.2022 às 11h12
Redação IF Atualizado em 20.maio.2022 às 10h38
O que Elon Musk deve discutir na passagem pelo Brasil

Bilionário terá encontro com o presidente Jair Bolsonaro e empresários

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h16
Bolsas asiáticas fecham em alta após China cortar taxa de juros

Mesmo assim, os investidores seguem atentos à perspectiva de aumento dos juros nos EUA

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 17h39
Juros futuros fecham em forte queda, com expectativas de inflação no foco

Mercado vê que a inflação pode ser impactada por possível alíquota máxima de 17% do ICMS cobrado sobre energia, telecomunicações, combustíveis e energia

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 18h15
Trabalhador poderá usar até 50% do saldo do FGTS na privatização da Eletrobras

Valor mínimo do investimento é de R$ 200. Governo estabeleceu R$ 6 bilhões como teto global para uso do Fundo, o que pode reduzir percentual que cada trabalhador poderá investir