Dow e S&P 500 caem mais de 3% à medida que investidores reavaliam decisão do Fed

As ações de tecnologia foram as que mais sofreram, com a Nasdaq despencando 5%

Nasdaq: mercado de ações automatizado, em Nova York, onde estão listadas mais de 2 800 ações de diferentes empresas
Bolsa eletrônica Nasdaq, em Nova York, EUA

Nos Estados Unidos, o mercado de ações deu sua maior reviravolta nesta quinta-feira desde os primeiros dias da pandemia. O índice Dow Jones registrou seu maior declínio este ano, apenas 24 horas após seu maior ganho desde 2020.

Na Nasdaq, a queda foi de 5%. Já o S&P caiu 3,6% e o Dow caiu 3,1%, ou 1.063 pontos, apagando os ganhos de quarta-feira. Os principais índices oscilaram entre 7,0 e 9,4 pontos percentuais das máximas de quarta-feira às mínimas de quinta-feira, de acordo com o Dow Jones Market Data, suas maiores oscilações desde o primeiro semestre de 2020.

No mercado de títulos, o rendimento da nota de referência de 10 anos do Tesouro subiu para 3,066%, de 2,914% na quarta-feira. Os preços dos títulos caem quando os rendimentos aumentam.

A reversão acabou com a euforia que reinava em Wall Street na quarta-feira após o comentário do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Jerome Powell, que disse que não estava “considerando ativamente” aumentar as taxas de juros em 0,75 ponto percentual em uma reunião futura.

Com a inflação em seu nível mais alto desde o início da década de 1980, os mercados antecipavam esse aumento e a perspectiva de um aumento mais lento das taxas desencadeou uma onda de compras furiosa no final da tarde.

O otimismo ficou para trás nesta quinta-feira, quando as perdas foram generalizadas, embora mais intensas nas ações de tecnologia, que caíram acentuadamente, após anos liderando o avanço do mercado. A Tesla caiu 8,3% e a Amazon.com caiu 7,6%.

As ações dos bancos, um indicador-chave das expectativas econômicas, caíram 2,7%. O índice Russell 2000 de empresas menores dos EUA caiu 4,6%.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 11h01
Bolsas de NY apontam para recuperação na sessão desta sexta

Mercado americano vem de dois pregões seguidos de queda

Manhã Inteligente Publicado em 20.maio.2022 às 10h40
ETFs de renda fixa, privatização da Eletrobras, queda de lucro de empresas

Isabella Carvalho e Caio Camargo falam sobre esses e outros assuntos que podem afetar seus investimentos nesta sexta (20)

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h16
Bolsas asiáticas fecham em alta após China cortar taxa de juros

Mesmo assim, os investidores seguem atentos à perspectiva de aumento dos juros nos EUA

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h09
Fundos de ações de Petrobras e Vale renderam até 25 vezes mais que o FGTS desde o lançamento

Trabalhador poderá usar dinheiro do fundo de garantia para comprar ações da Eletrobras

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 13h41
Bolsas americanas perdem US$ 1,5 tri em um dia, e índices operam em queda nesta quinta

Temor de inflação global maior e recessão nos EUA leva nervosismo aos mercados. Na Europa, pregões operam em queda de mais de 2%