Petrobras (PETR3; PETR4) vai pagar R$ 14,8 bilhões em dividendos; saiba quando e o valor por ação

A companhia também anunciou um programa de recompra de até 157,8 milhões de ações preferenciais

A Petrobras informou na quinta-feira (3) que seu conselho de administração aprovou a distribuição de R$ 14,8 bilhões em dividendos relativos ao resultado do segundo trimestre de 2023. A companhia reportou um lucro líquido de R$ 28,7 bilhões no período, uma queda anual de 47%.

O valor do pagamento aos acionistas corresponde a R$ 1,149304 por ação ordinária e preferencial (PETR3; PETR4).

A remuneração será feita em duas parcelas iguais, em 21 de novembro e 15 de dezembro.

Segundo a Petrobras, a distribuição proposta já reflete a nova política de dividendos.

Agora, a companhia tem previsão de proventos na ordem de 45% do fluxo de caixa livre (diferença entre o fluxo de caixa operacional e os investimentos do trimestre).

Sobre a data de corte, a empresa indicou que será em 21 de agosto para os detentores de ações negociadas na B3 e em 23 de agosto para os donos de ADRs negociadas na New York Stock Exchange (NYSE).

Os papéis serão negociados ex-direitos na B3 e na NYSE a partir de 22 de agosto.

Recompra de ações

Além da distribuição de dividendos, a Petrobras comunicou que seu conselho de administração aprovou um programa de recompra de até 157,8 milhões de ações preferenciais (PETR4) pelo prazo de 12 meses.

O volume equivale a 3,5% dos papéis em circulação (free float).

Atualmente existem 3.701.760.571 ações ordinárias e 4.566.511.125 preferenciais da companhia em circulação.

No fato relevante, a Petrobras explica que o objetivo do programa é manter as ações em tesouraria para posterior cancelamento, sem redução do capital social.