Dividendos de agosto: veja quem paga ou pagou e quais ações podem ser interessantes

Especialistas fazem suas avaliações; confira também o calendário

O mês de agosto tem novamente os bancos como algumas das principais empresas que pagarão dividendos ou juros sobre capital próprio (JCP) para seus acionistas.

Neste mês, o Bradesco (BBDC3; BBDC4), Itaú (ITUB3; ITUB4), o Banco do Espírito Santo, o Banestes (BEES3; BEES4), Pine (PIN3; PINE4), ABC (ABCB4) e Santander (SANB3; SANB4; SANB11) pagam proventos.

Entre os bancos, as melhores opções podem ser Bradesco (BBDC3; BBDC4) e Itaú (ITUB3; ITUB4), segundo Gustavo Cruz, estrategista-chefe da RB Investimentos, e Alex Carvalho, analista CNPI da CM Capital.

Cruz diz que, para além do setor bancário, outra opção é a empresa São Martinho (SMTO3).

Ruy Hungria, analista da Empiricus Research, também inclui o Itaú entre as ações preferidas que pagam dividendos em agosto. Além disso, ele destaca, fora do setor, a Intelbras (INTB3; INTB4) como boa opção.

Leonardo Piovesan, analista fundamentalista da Quantzed, avalia como positivo o investimentos na Petrobras, que paga dividendo no próximo dia 18. Apesar de a empresa não pagar mais proventos para quem decidir entrar agora, 2024 promete ser um ano de boas remunerações.

Principais pagadores de dividendos em agosto (completo)

EmpresaAção (ticker)Data de pagamentoTipo de proventoValor por ação (R$)Data-Base
BradescoBBDC301/agoJCP0,01703/07/2023
BradescoBBDC401/agoJCP0,01903/07/2023
BanestesBEES301/agoJCP0,02230/06/2023
BanestesBEES401/agoJCP0,02230/06/2023
ItaúITUB301/agoJCP0,01530/06/2023
ItaúITUB401/agoJCP0,01530/06/2023
MetisaMTSA301/agoJCP0,8505/05/2023
MetisaMTSA401/agoDividendo0,9405/05/2023
JHSFJHSF302/agoDividendo0,0426/07/2023
CosernCSRN303/agoDividendo0,9619/04/2023
CosernCSRN503/agoDividendo1,0619/04/2023
CosernCSRN603/agoDividendo1,0619/04/2023
RaízenRAIZ404/agoDividendo0,0226/07/2023
Banco PinePINE310/agoJCP0,1031/07/2023
Banco PinePINE410/agoJCP0,1031/07/2023
CopasaCSMG314/agoJCP0,3421/06/2023
Fras-IeFRAS314/agoJCP0,2420/07/2023
LocalizaRENT314/agoJCP0,3530/06/2023
GrazziotinCGRA314/agoJCP0,6421/12/2022
IntelbrasINTB315/agodividendo0,1601/08/2023
IntelbrasINTB415/agoJCP0,1229/03/2023
RandonRAPT315/agoJCP0,2221/07/2023
RandonRAPT415/agoJCP0,2221/07/2023
São MartinhoSMTO315/agoDividendo0,7928/07/2023
KlabinKLBN315/agoDividendo0,0504/08/2023
KlabinKLBN415/agoDividendo0,0504/08/2023
Weg WEGE316/agoJCP0,0514/03/2023
Weg – 2º pagamentoWEGE316/agoJCP0,0620/06/2023
WegWEGE316/agoDividendo0,1418/07/2023
SantanderSANB316/agoJCP0,1920/07/2023
Banco ABCABCB416/agoJCP0,8330/06/2023
SantanderSANB416/agoJCP0,2120/07/2023
SantanderSANB1116/agoJCP0,4020/07/2023
PetrobrasPETR318/agoDividendo0,9512/06/2023
PetrobrasPETR418/agoDividendo0,9512/06/2023
JHSF – 2º pagamentoJHSF321/agoDividendo0,0410/08/2023
CieloCIEL322/agoJCP0,0708/08/2023
Itaú – 2º pagamentoITUB325/agoJCP0,2223/03/2023
Itaú – 2º pagamentoITUB425/agoJCP0,2223/03/2023
Itaú – 3º pagamentoITUB325/agoJCP0,2719/06/2023
Itaú – 3º pagamentoITUB425/agoJCP0,2719/06/2023
ItaúsaITSA325/agoJCP0,0823/03/2023
ItaúsaITSA425/agoJCP0,0823/03/2023
Itaúsa – 2º pagamentoITSA325/agoJCP0,1122/06/2023
Itaúsa – 2º pagamentoITSA425/agoJCP0,1122/06/2023
TotvsTOTS325/agoJCP0,2327/07/2023
TaesaTAEE329/agoJCP0,2107/08/2023
TaesaTAEE429/agoJCP0,2107/08/2023
TaesaTAEE1129/agoJCP0,6307/08/2023
TaesaTAEE329/agoDividendo0,0907/08/2023
TaesaTAEE429/agoDividendo0,0907/08/2023
TaesaTAEE1129/agoDividendo0,2807/08/2023
Taesa – 2º pagamentoTAEE329/agoDividendo0,2503/05/2023
Taesa – 2º pagamentoTAEE429/agoDividendo0,2503/05/2023
Taesa – 2º pagamentoTAEE1129/agoDividendo0,0703/05/2023
Taurus TASA331/agoDividendo0,1021/08/2023
TaurusTASA431/agoDividendo0,1021/08/2023
PanvelPNVL331/agoJCP0,0522/08/2023
Fonte: Empiricus

Bancos

Entre as empresas mais indicadas para aquisição de ações e recebimento de dividendos, o destaque fica com os grandes bancos. “Temos alguns papeis do setor financeiro com bom destaque, o setor não perde a vez, podendo trazer bons dividendos”, segundo Alex Carvalho, analista CNPI da CM Capital. Ele menciona Bradesco e Itaú como as principais ações.

Essas também são as opções de Gustavo Cruz, da RB. Ele diz que, com a queda dos juros, há uma redução do spread do Bradesco e do Itaú, porém, os patamares seguem “bem elevados”.

Além disso, ele destaca o programa “Desenrola” como ponto positivo. “A medida já tem grande parte da população que saiu do negativado e que pode acessar o crédito novamente”, destaca Cruz.

Itaú é destaque

Entre os bancos, o destaque fica por conta do Itaú, na visão de Ruy Hungria, da Empiricus. “Em nossa visão, o banco tem uma combinação de melhor gestão e maior disciplina na concessão de créditos do que os pares privados, o que tem se traduzido em maior rentabilidade também.”

Dividendos da Petrobras

A Petrobras distribui dividendos no dia 18 de agosto, mas a data limite para aderir já passou. Leonardo Piovesan, analista fundamentalista da Quantzed, avalia que a petroleira brasileira segue sendo uma boa opção para quem quer receber dividendos em 2024. A empresa deve seguir tendo “uma geração de caixa muito grande, ainda que dedique bastante dinheiro a investimentos”, avalia.

Na avaliação do especialista da Quantzed, a Petrobras deve pagar dividendos de cerca de 15% em 2024, mesmo com a mudança na política atual de remunerações.

Agronegócio

Outro destaque apontado por Cruz, da RB, é a São Martinho. A companhia, do setor agro, deve ser favorecida pelo cenário macroeconômico. “O agronegócio deve ter um bom momento no segundo semestre, com a queda de juros, que deve desvalorizar o nosso câmbio”, avalia.

Dividendos robustos no horizonte

Hungria, da Empiricus, diz que a Intelbras, de soluções para redes de energia e comunicação, está entre as opções interessantes, embora ainda não seja uma grande pagadora de dividendos, “por conta de aquisições relevantes feitas recentemente e por estar em uma fase de crescimento”, reconhece o analista.

Ele diz que seu voto de confiança na empresa está no fato de que ela deve se tornar uma geradora de caixa num futuro próximo. “Apesar de o último resultado ter mostrado uma piora no segmento de Energia, os segmentos mais importantes para os resultados – segurança e comunicação – seguem com bom crescimento e boas perspectivas”, diz.