Busca pagamento de dividendos? Confira as novidades entre as ações recomendadas pelo mercado financeiro para julho

Levantamento traz os papéis que entraram nos portfólios de BTG, Empiricus, Safra, Genial e Guide

A sua estratégia é garimpar ações com bom potencial de pagamento de dividendos e expectativa de crescimento? Então vale a pena conferir as carteiras temáticas do mercado financeiro focadas na distribuição de proventos.

Aqui, listamos estes cinco portfólios com as indicações para julho: BTG, Empiricus, Safra, Genial e Guide. Destacamos ainda os papéis que entraram nos mesmos para capturar as oportunidades do momento.

Tese defensiva

Na carteira de julho do BTG, Vivo (VIT3) e Ambev (ABEV) saem e dão lugar a CPFL (CPFE3) e Klabin (KLBN11). Além disso, o banco reduziu a exposição em Gerdau (GGBR4), aumentou em Petrobras (PETR4) e adicionou uma posição com Fleury (FLRY3).

“Nossa visão positiva sobre o Fleury pode ser resumida da seguinte forma: uma tese de investimento defensiva com um modelo de negócios de diagnósticos resiliente, previsível e amplamente estável. Bem como uma sólida geração de fluxo de caixa (8% em 2024; 10% em 2025) e dividend yield elevados (7% em 2024; 8,5% em 2025)”, aponta o BTG.

Ainda integram o portfólio do banco os seguintes papéis: Itaú Unibanco (ITUB4), Vale (VALE3), Banco do Brasil (BBAS3), Eletrobras (ELET6), JBS (JBSS3), BB Seguridade (BBSE3), Tim (TIMS3) e Cyrela (CYRE3).

Melhores perspectivas

Enquanto isso, a Empiricus fez duas alterações na carteira de ações com bom potencial de pagamento de dividendos. Saem Eletrobras (ELET6) e Cyrela (CYRE3), entram Cosan (CSAN3) e SLC Agrícola (SLCE3).

“Depois de um longo período de desempenho ruim de CSAN3 por preocupações com o endividamento, temos visto o management da Cosan tomar atitudes para reduzir a alavancagem da companhia. O que inclusive ajuda a melhorar a perspectiva de dividendos para os próximos anos”, avalia a casa.

“No caso de SLC, os preços dos grãos nos parecem próximos das mínimas neste momento, o que abre espaço para recuperação à frente. Além disso, a queda nos custos dos insumos também deve ajudar as margens”, acrescenta.

Assim, o portfólio da Empiricus de recomendações para julho ainda tem Gerdau (GGBR4), Porto Seguro (PSSA3) e B3 (B3SA3).

Potencial de valorização

Já na carteira do Safra foram duas inclusões: Porto (PSSA3) e Gerdau (GGBR4). Esses papéis substituem Caixa Seguridade (CXSE3) e Petrobras (PETR4).

“O valuation barato da Porto (7,2x P/L 2024e) reforça o bom potencial do papel. Ela apresenta também um dividend yield estimado de 6,4% para 2024″, escreve o Safra sobre a empresa de seguros.

“A Gerdau apresenta um momento operacional mais positivo e os aumentos das estimativas no segmento norte americano mais que compensaram as previsões mais fracas para o segmento doméstico”, considera o banco sobre a produtora de aço.

As outras ações indicadas pela instituição dentro da estratégia de pagamento de dividendos são: Cemig (CMIG4), Itaú Unibanco (ITUB4), Copel (CPLE6), Vale (VALE3), Banco do Brasil (BBAS3), Direcional (DIRR3), Telefônica Brasil (VIVT3) e Eletrobras (ELET6).

Bom ponto de entrada

Na carteira de julho da Genial saíram as ações de BB Seguridade (BBSE3) e Taesa (TAEE11). Com isso, entraram os papéis de Minerva (BEEF3) e Metal Leve (LEVE3).

Então, a composição da casa conta ainda com Petrobras (PETR4), Vale (VALE3) e Cury (CURY3).

Por último, a Guide decidiu substituir Banco do Brasil (BBAS3) por Vivo (VIVT3) na carteira dividendos para este mês.

“Após apresentar resultados excepcionais em 2022 e 2023, os resultados do BB pararam de surpreender. As ações da Vivo caíram cerca de 20% desde a máxima do ano e se encontram em um ponto de entrada interessante em nossa visão”, diz a casa.

“Além de dividendos altos, a Vivo é uma empresa defensiva e ainda está se beneficiando do ambiente menos concorrencial após a saída da Oi do mercado”, completa a Guide.

Leia a seguir

Leia a seguir