AAPL34: quanto renderam 100 ações da Apple? E ainda vale a pena comprar o papel?

Fizemos os cálculos dessa que é considerada uma das empresas mais valiosas no mundo, que recentemente ultrapassou a marca de US$ 3 trilhões em valor de mercado

Grandes empresas de tecnologia geralmente estão sempre na mira dos investidores. Afinal de contas, o valor de mercado delas tende a ser expressivo. Um exemplo é a Apple (AAPL34). Famosa pelos smartphones, tabletes e computadores, a gigante tech superou mais um recorde. Afinal de contas, na terça-feira (5), ações da Apple (AAPL34) subiram 2% em Nova York, atingindo o valor de US$ 193,42.

Desse modo, o valor da empresa ultrapassou a marca de US$ 3 trilhões. E assim, a Apple (AAPL34) continua sendo a empresa de capital aberta mais valiosa do mundo atualmente. Então, nada mais justo do que a gente mostrar quanto rendem 100 ações da Apple (AAPL34).

Qual é o BDR da Apple (AAPL34)?

Portanto, começamos explicando que, apesar da empresa não estar listada diretamente na B3, é possível investir em suas ações, por meio do BDR AAPL34. Mas, afinal, qual a diferença entre ações em BRDs?

“Os Brazilian Depositary Receipts (BDRs) são valores mobiliários representativos de ações de empresas estrangeiras que são negociadas no mercado brasileiro. Eles permitem que investidores brasileiros tenham oportunidade de investir em ativos estrangeiros sem a necessidade de aplicar diretamente nos mercados internacionais”, explica Luciana Maia Campos Machado, superintendente acadêmica e professora de finanças da Faculdade Fipecafi, em São Paulo.

Já as ações da empresa estrangeira são negociadas na bolsa americana. Na prática, adquirir os BDRs é o mesmo que comprar ações da empresa, mas indiretamente. Isso porque, uma instituição obtém as ações no exterior e vende aos investidores no Brasil.

“Os investidores, então, têm todos os direitos das ações originais da Apple (AAPL34), mas com a vantagem de efetuar as negociações em moeda local, sem a necessidade de contas no exterior, e na B3, seguindo também as regras locais de tributação e investimentos”, complementa Marcos Piellusch, professor da FIA Business School.

Quanto custa um BDR da Apple (AAPL34)

Aliás, vale saber que cada 20 BDRs da empresa corresponde a uma ação original da empresa negociada na bolsa americana. Dessa forma, para se ter uma ideia, em 29 de novembro desse ano, uma BDR da Apple (AAPL34) era negociada a R$ 46,29 (preço de fechamento). A título de comparação, a cotação das ações originais da big tech na bolsa americana é de USD 190 aproximadamente, ou seja, em torno de R$ 933.

Já deu para ficar ainda mais curioso para saber quanto rendem 100 ações da Apple (AAPL34), não é mesmo? Mas fique tranquilo que a gente está chegando lá. De antemão, colocamos aqui que um lote de 100 ações da empresa vale atualmente cerca de R$ 4,6 mil. “Porém, não é necessário adquirir lotes de 100 ações. Para o investidor que desejar comprar as BDRs, é possível adquirir apenas 1 unidade”, pontua Piellusch.

No gráfico abaixo, mostramos o comportamento histórico de AAPL34, desde o início de 2020:

Fonte: Luciana Maia Campos Machado, superintendente acadêmica e professora de finanças da Faculdade Fipecafi, em São Paulo

Quando a AAPL34 paga dividendos e qual é o valor?

E assim como a maioria das empresas espalhadas ao redor desse planeta, a big tech também paga dividendos. Ou seja, a empresa distribui aos acionistas parte de seus ganhos como forma de retorno sobre o investimento em suas ações. “Esses pagamentos representam uma parte dos lucros acumulados ao longo de um período específico e são comumente distribuídos de forma regular, como trimestral ou anualmente”, afirma Luciana.

Ainda de acordo com a professora de finanças, outras formas de distribuição de lucros aos acionistas são por meio de ganho de capital e juros sobre capital próprio. Além disso, é importante entender que o lucro obtido pela empresa pode ser mantido para reinvestimento ou distribuído entre os acionistas.

“Essa divisão depende, em primeiro lugar, da política de dividendos da companhia. Ou seja, do quanto a empresa distribuirá aos acionistas e quanto manterá para reinvestimento. Essa política depende do estágio de crescimento da instituição e da necessidade de investimento. Se a companhia estiver crescendo e requerer recursos para investir, a proporção do lucro distribuído será menor. Por outro lado, se a empresa não estiver crescendo, requererá menos recursos e distribuirá mais dividendos”, esclarece Piellusch.

Aliás, o último pagamento de dividendos da Apple (AAPL34) se deu em 22 de novembro deste ano, no valor de R$ 0,039700432 por ação. “E a empresa costuma pagar dividendos nos meses de fevereiro, maio, agosto e novembro”, diz Luciana.

Dividendos ao longo dos anos

Na tabela abaixo, você confere um resumo do desempenho e pagamento de dividendos da Apple (AAPL34) nos últimos cinco anos.

Prazo
(anos)
Total dividendos
(por ação)
Retorno
(preço da ação)
1R$ 0,1624,74%
3R$ 0,5245,70%
5R$ 0,72452,04%
Fonte: Luciana Maia Campos Machado, superintendente acadêmica e professora de finanças da Faculdade Fipecafi, em São Paulo

Então, ao longo de 2023, os BDRs da Apple (AAPL34) pagaram aproximadamente R$ 0,16 por ação. “Já as ações da empresa nos Estados Unidos pagaram USD 0,95 por ação”, comenta o professor.

BDRs ou ações da Apple: qual seria a melhor escolha para o investidor brasileiro?

Agora que você já esta por dentro sobre as ações da big tech, e entendeu que é possível aplicar na empresa de duas formas, ou seja, via BDRs ou ações, o que será que é melhor para o investidor brasileiro?

De acordo com Marcos Piellusch, para o pequeno investidor, o melhor é adquirir as BDRs. “Isso por conta da praticidade de não ter que abrir conta em uma corretora no exterior e nem fazer o fechamento de câmbio na negociação de ações ou recebimento dos dividendos”, esclarece.

Porém, ainda segundo o professor, os dividendos são tributados nos Estados Unidos em 30% e os rendimentos com dividendos dos BDRs são tributados no Brasil também. “Então, ao receber dividendos dos BDRs, os rendimentos serão tributados no Brasil e no exterior, além de uma taxa de 3% a 5% cobrados pela instituição que negocia os BDRs no país”, argumenta.

Já ao adquirir ações diretamente, mesmo havendo a tributação de 30%, como é o caso dos Estados Unidos, o investidor poderá compensar esse imposto pago ao declarar os rendimentos no Brasil. “Por isso, em termos de tributação, adquirir as ações diretamente pode ser mais vantajoso”, pontua Piellusch.

Uma contrapartida

Por outro lado, Luciana Maia Campos Machado lembra que a escolha entre investir diretamente em ações da Apple (AAPL34) ou em BDRs da empresa dependerá dos objetivos e perfil de risco do investidor.

“Os BDRs podem ser atraentes para investidores que desejam investir na companhia sem a necessidade de negociar diretamente em mercados internacionais, enfrentando assim menos complexidade e menos exposição às variações cambiais, já que os BDRs são negociados em reais”, comenta a professora.

Então, caso o investidor opte por investir diretamente nas ações da Apple, negociadas na NYSE, precisará de uma conta em corretora internacional. Hoje, algumas corretoras brasileiras já oferecem acesso a mercados internacionais, e há corretoras internacionais que aceitam clientes brasileiros.

Quanto rendem 100 ações da Apple (AAPL34)

Portanto, dito tudo o que é importante sobre o mundo dos investimentos ao redor da big tech, é hora de passarmos para os cálculos realizados pelos professores Luciana Maia Campos Machado, da Faculdade Fipecafi e Marcos Piellusch, da FIA Business School.

Ou seja, quanto rendem 100 ações da Apple (AAPL34). E o melhor é que dividimos em diversos períodos. Veja só!

Quanto rendem 100 ações da Apple (AAPL34) em:

  • 1 ano: cerca de R$ 920;
  • 3 anos: em torno de R$ 1,45 mil;
  • 5 anos: mais ou menos R$ 3,79 mil;
  • 7 anos: aproximadamente R$ 4 mil;
  • 10 anos: cerca de R$ 4,5 mil.

E os dividendos, quanto será que você teria ganhado se tivesse comprado um lote de 100 ações da Apple (AAPL34) em:

  • 1 ano: em torno de R$ 16;
  • 3 anos: mais ou menos R$ 52;
  • 5 anos: cerca de R$ 72;
  • 7 anos: aproximadamente R$ 200;
  • 10 anos: cerca de R$ 4,5 mil.

Então, será que vale a pena comprar ações da Apple (AAPL34)?

Nos últimos anos, os dividendos dos BDRs da big tech diminuíram. Portanto, os dados de rendimento histórico podem não se repetir no futuro. Afinal de contas, rendimento no passado não significa a reprodução desse rendimento no futuro.

“Além disso, mesmo a valorização das ações provavelmente não se repetirá no futuro, pois depende da expectativa de crescimento para os próximos anos. Por outro lado, no caso da Apple (AAPL34), trata-se da empresa mais valiosa, aquela que tem maior valor de mercado no mundo atualmente. Por isso, é muito provável que a valorização no futuro não seja tão grande”, pondera Piellusch.