Ações da Intel (INTC) caem 1,7% com atraso na inauguração de nova fábrica

Mercados americanos fecharam em alta na sexta-feira após relatório de empregos dos EUA mostrar resultados acima da expectativa

Na última sexta-feira (2), os mercados americanos fecharam em alta com o relatório de empregos de janeiro vindo mais forte do que o esperado. Apesar dos resultados animadores, a Intel (INTC) fechou em queda de 1,7% devido à notícia de atraso na entrega de nova fábrica.

A Intel registrou lucro líquido de US$ 2,7 bilhões no quarto trimestre de 2023. O resultado ficou abaixo da expectativa dos analistas, que esperavam lucro por ação (EPS) de US$ 0,95.

O índice S&P 500 subiu 1,1%, fechando em 4.958,61, acima do recorde anterior, de 4.927,93, alcançado na segunda-feira. Além disso, o Dow Jones subiu 0,4%, para 38.654,42, também um fechamento recorde.

Por fim, o Nasdaq subiu 1,7%, para 15.628,95. A alta nas ações de tecnologia ajudou a mudar o foco dos investidores em relação ao payroll divulgado na sexta-feira, que elevou as taxas de juros de longo prazo.  

O rendimento de referência do Tesouro de 10 anos subiu 17 pontos base (para 4,02%), depois que o governo informou que a economia dos EUA criou 353 mil empregos em janeiro. Assim, o resultado saiu bem acima da estimativa, que era de 185 mil. 

O relatório também incluiu dados de crescimento salarial superior ao esperado. Os salários aumentaram 4,5%, ano após ano, mais do que a previsão de 4,1%. Por isso, o documento e os comentários do presidente do Fed, Jerome Powell, na quarta-feira (31), empurram as chances de um corte nas taxas para maio ou para o segundo semestre do ano.  

Mas os investidores se concentraram na resiliência da economia e na forma como isso continuaria a aumentar os lucros. 

Confira abaixo os destaques da corretora Avenue

Skechers (SKX) 

As ações caíram 10,3% um dia depois que a fabricante de tênis divulgou resultados mistos no quarto  trimestre e emitiu orientações leves para o ano inteiro. A Skechers prevê receitas para 2024 entre US$ 8,6 bilhões e US$ 8,8 bilhões e lucro de US$ 3,65 a US$ 3,85 por ação. Assim os analistas estimavam receitas de US$ 8,9 bilhões e lucro de US$ 4,18 por ação este ano. A companhia vale cerca de US$ 8 bilhões. 

Deckers Outdoor (DECK) 

As ações da fabricante das marcas de calçados Ugg e Teva subiram 14,1%. O resultado vem após resultados do terceiro trimestre acima das estimativas de Wall Street e o anúncio de um novo CEO. Como resultado, vários analistas de Wall Street aumentaram os seus preços-alvo para as ações. O lucro por ação da Deckers foi de US$ 15,11, superando as estimativas em US$ 3,63. Além disso, a receita do trimestre totalizou US$ 1,56 bilhão, contra estimativas de US$ 1,45 bilhão. A companhia vale cerca de US$ 22 bilhões. 

Cigna (CI) 

A empresa de serviços de saúde viu as suas ações subirem mais de 5%. A alta é atribuída à divulgação de resultados mais fortes que o esperado para o quarto trimestre e uma orientação otimista de receitas para o ano.  A Cigna registrou lucro de US$ 6,79 por ação e receita de US$ 51,15 bilhões. Assim, a empresa superou as estimativas de US$ 6,54 por ação e receita de US$ 48,91 bilhões. Por fim, a orientação de receita para o ano inteiro foi de US$ 235 bilhões, em comparação com estimativas de US$ 228,65 bilhões. A companhia vale cerca de US$ 94 bilhões. 

Clorox (CLX) 

O fabricante de alvejantes subiu 5,6% na sexta-feira (2), um dia depois de superar as expectativas de Wall Street para o segundo trimestre fiscal. A Clorox lucrou US$ 2,16 por ação, excluindo itens, com receita de US$ 1,99 bilhão. No entanto, os analistas esperavam US$ 1,10 por ação e US$ 1,80 bilhão em receita. A companhia vale cerca de US$ 19 bilhões. 

Intel (INTC)

A Intel caiu 1,7% depois que o The Wall Street Journal informou que a empresa está atrasando a construção de sua fábrica de chips. Segundo a publicação, a unidade de produção em Ohio, que recebe US$ 20 bilhões da Intel, enfrenta desafios de mercado. A companhia vale cerca de US$ 180 bilhões. 

Com informações da Avenue.