Como juntar R$ 30 mil em 1 ano: saiba onde investir e quanto aplicar por mês

Saiba como atingir este objetivo partindo do zero, poupando parcelas mensais ou a partir de um único aporte

Poupar dinheiro não é tarefa das mais fáceis, mas estabelecer um ponto de partida pode ajudar muito. Definir uma meta também colabora para que o investidor se mantenha focado e consiga atingir seu objetivo. Por isso, nós, da Inteligência Financeira, te mostramos como juntar R$ 30 mil em 1 ano.

Dessa forma, os cálculos para juntar R$ 30 mil em 1 ano foram realizados por dois especialistas: Marcos Piellusch, professor da FIA Business School, e Martin Iglesias, especialista líder em investimentos e alocação de ativos do Itaú Unibanco e professor convidado da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Iglesias e Piellusch realizaram simulações de como conseguir esse montante ao final de um ano de cinco maneiras:

  • com um aporte único no primeiro mês;
  • com um aporte inicial de R$ 5 mil;
  • com um aporte inicial de R$ 10 mil;
  • com um aporte inicial de R$ 15 mil
  • e partindo do zero, com aplicações mensais.

As simulações foram feitas com metodologia diferente pelos especialistas. Vale lembrar que os resultados são estimativas, e não promessa de resultados, pois os cálculos foram baseados em premissas que podem ou não se confirmar ao longo do tempo.

1. Cálculo baseado no perfil do investidor

Martin Iglesias fez os cálculos com base no perfil do investidor (conservador, moderado, arrojado e arriscado). Ele dividiu as recomendações de investimento da seguinte forma:

Tipos de perfis

Conservador: aplica 85% em juros pós-fixados, 10% em fundos multimercados e 5% em títulos atrelados à inflação.

Moderado: 51% em juros pós-fixados, 12% em fundos multimercados, 12% em títulos atrelados à inflação, 4% em fundos alternativos, 4% em juros prefixados, 3% em renda variável internacional, 8% em renda fixa internacional e 6% em ações.

Arrojado: 18% em juros pós-fixados, 18% em fundos multimercados, 19% em títulos atrelados à inflação, 6% em fundos alternativos, 7% em juros prefixados, 11% em renda variável internacional, 11% em renda fixa internacional e 10% em ações.

Arriscado: 2% em juros pós-fixados, 23% em fundos multimercados, 20% em títulos atrelados à inflação, 8% em fundos alternativos, 8% em juros prefixados, 15% em renda variável internacional, 12% em renda fixa internacional e 12% em ações.

Cenários

Ele também estabeleceu três cenários para atingir os R$ 30 mil:

  1. Uma única aplicação inicial, para se beneficiar ao máximo dos juros;
  2. Uma aplicação inicial de R$ 10 mil no primeiro mês, mais 11 valores nominalmente iguais;
  3. Partindo do zero e aplicando valores nominalmente iguais por 12 meses.

Além disso, Iglesias comparou o valor de uma aplicação única ao valor equivalente das aplicações divididas em meses. Confira abaixo a simulação:

Quanto investir por mês para juntar R$ 30 mil em um ano

Tipo de aplicaçãoPerfil conservador (taxa estimada de juros: 13,05% a.a.)Perfil moderado (taxa estimada de juros: 13,97% a.a)Perfil arrojado (taxa estimada de juros: 14,59% a.a.)Perfil arriscado (taxa estimada 15,09% ao ano)
Aplicação única no primeiro mêsR$ 27.164R$ 26.984R$ 26.864R$ 26.768 (maior rentabilidade proporcional)
12 aplicações mensais iguaisR$ 2.368R$ 2.359R$ 2.354R$ 2.349
Valor equivalente a uma aplicação únicaR$ 28.416 (menor rentabilidade proporcional)R$ 28.308R$ 28.248R$ 28.188
Aplicação inicial de R$ 10 mil e 11 aplicações mensais iguaisR$ 1.639,20R$ 1.627,40R$ 1.619,45R$ 1.613,10
Valor equivalente a uma aplicação únicaR$ 28.031R$ 27.901R$ 27.814R$ 27.774
Fonte: Cálculo elaborado por Martin Iglesias

Quem se sairia melhor nessa simulação?

Como se vê, o melhor resultado, nessa simulação, seria obtido pelo investidor de perfil arrojado que fizesse uma aplicação única, pois teria investido R$ 26.768 para chegar aos R$ 30 mil. Isso ocorre porque ele aproveitou o efeito dos juros compostos por mais tempo e também a maior taxa de juros estimada.

Já o investidor de perfil conservador que partisse do zero, investindo mês a mês um valor fracionado de R$ 2.368, teria a menor rentabilidade nesse perfil hipotético, pois aplicaria o equivalente a R$ 28.416 para chegar aos R$ 30 mil ao final de um ano.

2. Cálculo baseado em tipos de investimentos

O método escolhido pelo professor Marcos Piellusch considera que o investidor aplicou em um único tipo de investimento em 12 meses para juntar R$ 30 mil em 1 ano.

Os investimentos escolhidos foram:

  • Tesouro Selic
  • Fundo DI
  • CDB
  • Fundo de Renda Fixa
  • Fundo de ações

O professor realizou duas simulações para atingir o mesmo objetivo:

  1. Uma aplicação inicial de R$ 5 mil no primeiro mês, mais 11 valores nominalmente iguais
  2. Uma aplicação inicial de R$ 15 mil no primeiro mês, mais 11 valores nominalmente iguais

As estimativas pressupõem que a taxa Selic deve cair até o nível de 11,5% em junho de 2024. O desempenho do fundos DI na simulação acompanharia a taxa Selic.

De acordo com o professor, a estimativa do rendimento do fundo de ações (que na simulação foi estimada e 14% ao ano) é a mais difícil, pois depende muito da carteira do fundo e do desempenho do Ibovespa nos próximos meses.

Quanto investir por mês para juntar R$ 30 mil em um ano

Tipo de investimentoTesouro SelicFundo DI*CDB (rendimento de 102% do CDI)Fundo de renda fixa* (rendimento de 99,5% da Selic)*Fundo de ações (rendimento estimado de 14% ao ano)
Aplicação inicial de R$ 5 mil mais 11 aplicações iguaisR$ 1.958R$1.967R$ 1.954R$ 1.968R$ 1.965
Aplicação inicial de R$ 15 mil mais 11 aplicações iguaisR$ 1.079R$1.089R$ 1.075R$ 1.090R$ 1.082
Cálculo elaborado por Marcos Piellusch, já considerados os descontos do IR. *Taxa de administração de 0,5% ao ano