Bitcoin e ethereum têm forte alta, começando semana de possível aprovação de ETF

Semana pode ser decisiva para a tão aguardada aprovação do fundos negociados em bolsa (ETF) à vista do bitcoin pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos

O bitcoin e o ethereum tiveram fortes altas nesta segunda-feira (8) começando uma semana que pode ser decisiva para a tão aguardada aprovação do fundos negociados em bolsa (ETF) à vista do bitcoin pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês). O movimento chegou a levar a principal criptomoeda a subir quase 7%, chegando aos US$ 47 mil, nível que não era cotada desde abril de 2023, mas o ímpeto foi perdido ao longo do pregão.

A SEC enfrenta um prazo final nesta quarta-feira para aprovar ou rejeitar o primeiro candidato: um fundo administrado por uma joint venture entre a ARK Investment Management de Cathie Wood e a gestora de ativos cripto 21Shares. A agência adiou anteriormente essa decisão três vezes. Se a SEC mudar de tom, espera-se que aprove pedidos semelhantes de outros gestores de ativos ao mesmo tempo, para evitar qualquer favoritismo.

Embora os ETFs ainda não estejam sendo negociados, a manhã de segunda-feira trouxe uma série de registros de empresas listando suas taxas planejadas pela primeira vez. A menor taxa de longo prazo é planejada pelo fundo Bitwise Bitcoin, que cobrará 0,24% ao ano. O ETF ARK 21Shares Bitcoin e o ETF VanEck Bitcoin terão uma taxa de despesas de 0,25%, enquanto o iShares Bitcoin Fund da BlackRock ficou com 0,3%. Vários provedores, incluindo Bitwise, ARK e 21Shares, e Invesco Galaxy disseram que renunciariam completamente às taxas por determinados períodos e para uma determinada quantidade de ativos sob gestão.

Como muitas corretoras não cobram comissões, a negociação de bitcoin por meio de ETFs pode ser efetivamente gratuita enquanto durarem as isenções, presumindo que os spreads entre lances e ofertas permaneçam estreitos. Os proponentes do bitcoin esperam que os novos fundos tragam dezenas de trilhões de dólares de investidores que antes não tinham acesso fácil à criptomoeda. Isso poderia aumentar o preço da moeda e criar interesse na negociação de outros tokens.

Às 17h10 (de Brasília), o bitcoin subia 5,85%, a US$ 46.883,49 (R$ 228.449,17), segundo a Coinbase. Já a ethereum, por sua vez, avançava 4,41%, a US$ 2.351,35 (R$ 11.460,52).

Com informações da Dow Jones Newswires e do Estadão Conteúdo