Melhores e piores: Banco Pan (BPAN4) e Copel (CPLE3) lideram altas; Sequoia (SEQL3) e Santos BRP (STBP3) têm as maiores quedas

Veja as ações que mais subiram e as que mais desceram nesta sexta (9)

As ações do Banco Pan ficaram com a maior alta do dia na bolsa nesta sexta-feira (9) entre empresas que tiveram volume acima de R$ 1 milhão. Os papéis subiram 10,22%, fechando em R$ 8,30.

Nos últimos 12 meses, o Banco Pan também registra alta, de 22,68% desde junho de 2022. A instituição pode ser beneficiada pelo programa Desenrola, que visa reduzir a inadimplência no país e aumentar o acesso ao crédito.

Além disso, a possibilidade de juros menores com uma inflação em desaceleração também aumenta as possibilidades do banco de crescer sua base de clientes e seus resultados.

Copel abre caminho para privatização

Já a Copel avançou 10,04% ao final do pregão, ficando com a segunda maior alta entre empresas com volume na casa dos milhões ou acima disso. O papel ficou em R$ 7,67. Em 12 meses, o resultado é de alta de 23,62%.

As ações foram valorizadas depois de acionistas da empresa aprovarem mudança no estatuto da companhia, que abre as portas para a privatização.

Perdas

Já entre as maiores quedas do dia, destaque para a Sequoia e a Santos BRP, ambas do setor de transporte de logística.

A Sequoia encerrou o dia em queda de 6,70%, a R$ 1,53. Já a Santos BRP recuou 5,26%, a R$ 9,35. As ações, que são impactadas pelos movimentos de importação e exportação, foram atingidas negativamente pela queda do dólar ao menor patamar em 1 ano.

Melhores ações* do dia

  • Banco Pan (BPAN4) +10,22%
  • Copel (CPLE3) +10,04%
  • HBR (HBRE3) +9,91%
  • CVC (CVCB3) +9,85%
  • Light (LIGT3) +8,30%

Piores*

  • Sequoia (SEQL3) -6,70%
  • Santos BRP (STBP3) -5,26%
  • Hidrovias (HBSA3) -4,98%
  • OceanPact (OPCT3) -3,79%
  • Recrusul (RCSL3) -3,53%

*A lista de melhores e piores da bolsa contempla empresas que negociam ações na B3 , dentro ou fora do Ibovespa e outros índices, e que no dia tiveram volume de negociação na casa dos milhões de reais, ou acima disso.