Melhores e piores: Em dia de extremos na bolsa, Oncoclínicas (ONCO3) lidera com 16% e Multilaser (MLAS3) cai 37%

Confira a lista de 10 ações com as maiores altas e baixas na B3 nesta quarta (29)

A alta modesta de 0,58% do Ibovespa, principal índice da B3, não mostrou o que aconteceu nos extremos da bolsa nesta quarta-feira (29), com fortes variações para cima e para baixo entre as melhores e piores do dia.

No topo, entre as ações que mais se valorizaram, destaque para a Oncoclínicas, que subiu mais de 16% ao final da sessão.

Por outro lado, na lanterna, a Multilaser desabou quase 37%, a maior queda da bolsa no pregão, com sobra. A empresa apresentou prejuízo líquido de R$ 205,2 milhões no quarto trimestre, contra lucro líquido de R$ 153,3 milhões no mesmo período de 2021.

Na ponta de baixo, o movimento foi mais intenso. A Mobly caiu quase 27%. Sequoia, Light e Ânima também tiveram perdas importantes, acima de dois dígitos, e ficaram na lista de piores ações do dia entre aquelas que tiveram volume de milhões de reais ou acima disso.

Balanços chacoalharam a bolsa

Em comum, Oncoclínicas e Multilaser tiveram a divulgação de seus balanços relativos ao quarto trimestre de 2022. A rede de medicina oncológica agradou os investidores com o que analistas classificaram como resultados melhores que a expectativa.

O Santander afirmou que a margem bruta da empresa expandiu 2,1 pontos em base anual e a diluição de gastos gerais e administrativos impulsionou ainda mais a margem Ebitda que expandiu 4,6 pontos em relação ao reportado no ano anterior.

Já a Multilaser teve resultados classificados como negativos pelos analistas. “As receitas continuaram a sofrer com um cenário macroeconômico desafiador e a redução na demanda pós-pandemia”, disseram analistas do Itaú BBA. O banco passou a recomendar a venda dos papéis aos investidores.

Ânima cai quase 30% em dois dias

As ações da Ânima acumularam perdas entre os pregões de terça e quarta. Neste, a perda foi de 10,66%, aprofundando as quedas do dia anterior, com ações batendo quase 18% de desvalorização. Tudo isso por conta do balanço trimestral ruim da empresa de educação.

Com as perdas da Ânima, o BTG reduziu o preço-alvo do papel de R$ 9 para R$ 6, mas manteve recomendação de compra.

Melhores* do dia

  • Oncoclínicas (ONCO3) +16,27%
  • Kora (KRSA3) +8,23%
  • Ambipar (AMBP3) +8,15%
  • Lupatech (LUPA3) +7,98%
  • Le Lis Blanc (VSTE3) +7,48%

Piores*

  • Multilaser (MLAS3) -36,72%
  • Mobly (MBLY3) -27,61%
  • Sequoia (SEQL3) -19,54%
  • Light (LIGT3) -16,30%
  • Ânima (ANIM3) -10,66%

*A lista contempla empresas que negociam ações na B3 , dentro ou fora do Ibovespa e outros índices, e que no dia tiveram volume de negociação na casa dos milhões de reais, ou acima disso.

Leia a seguir

Leia a seguir