Morning call: bolsa vai ser capaz de manter o ritmo de ontem na última sessão do mês?

Ontem a bolsa fechou com alta expressiva de 1,23%, superando os 115 mil pontos

Após um dia marcado por expressiva alta, há uma pergunta que recai sobre este morning call. Ela é a seguinte: o principal índice da bolsa, o Ibovespa, será capaz de manter a toada positiva no último pregão da semana? Essa pergunta está intimamente ligada ao desempenho que a bolsa terá no mês, já que se trata hoje da última sessão de setembro.

Ontem, a bolsa fechou o dia com alta de 1,23%, aos 115.730 pontos. O dia foi marcado também pelo destaque da mineradora Vale (VALE3), que puxou o índice subindo 1,60%.

Destaque para o dólar e agenda neste morning call

Também se observa hoje o desempenho do dólar, que rompeu na semana a barreira dos R$ 5. O dólar ontem sofreu leve queda, mas a moeda norte-americana acabou o dia cotada a R$ 5,03.

Nesta sexta-feira, há três itens na agenda econômica que podem influenciar o mercado.

Confira quais são eles: às 9h há a divulgação da PNAD Contínua/Taxa de desemprego de agosto pelo IBGE. Na sequência, às 9h30, divulga-se nos Estados Unidos o Índice de Preços PCE de agosto. Por fim, às 10h15, se divulga o Indicador de Incerteza da Economia Brasil de setembro (Ibre-FGV).

Bolsas asiáticas

As bolsas de Hong Kong e de Sydney se recuperaram nesta sexta-feira (29) após uma rodada de ganhos modestos em Wall Street, enquanto a de Tóquio ficou estável, em meio a feriados em várias partes da Ásia, incluindo a China.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou em alta de 2,51%, a 17.809,66 pontos, à medida que ações de tecnologia saltaram após o regulador de ciberespaço chinês propor uma flexibilização da política de dados transfronteiriços.

Papéis do setor imobiliário também avançaram, depois de acumularem perdas recentes em meio a preocupações com a China Evergrande, cujos negócios em Hong Kong seguem suspensos.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no azul hoje, interrompendo uma sequência de três pregões negativos. O S&P/ASX 200 avançou 0,34% em Sydney, a 7.048,60 pontos.

Já em Tóquio, o Nikkei encerrou os negócios praticamente estável, com baixa marginal de 0,05%, a 31.857,62 pontos, uma vez que perdas de ações financeiras e de montadoras compensaram a alta de papéis ligados a chips.

O desempenho misto na Ásia e no Pacífico veio após as bolsas de Nova York assegurarem ganhos modestos ontem, com a ajuda do setor automotivo e consolidação de apostas de que os juros americanos ficarão inalterados até o fim do ano, diante do avanço mais fraco do que o esperado do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA.

Na China, em Taiwan e na Coreia do Sul, os mercados não operaram hoje devido a feriados.

Com informações da Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo