Ibovespa tem alta de 1,23% e ultrapassa 115 mil pontos; dólar cai a R$ 5,03

Ação ordinária da mineradora Vale (VALE3) foi um dos destaques do dia no Ibovespa

A bolsa de valores hoje começou o dia instável. Ao longo do pregão, contudo, o Ibovespa, índice de referência do mercado brasileiro, se recuperou e fechou o dia em firme alta de 1,23%, aos 115.730 pontos.

No Ibovespa, o destaque de altas desta quinta-feira ficou com a ação ordinária da mineradora Vale (VALE3), que puxou o índice subindo 1,60%. Além disso, o setor varejista de moda também surfou maré positiva, com as ações ON de Arezzo (ARZZ3) decolando, 4,21%. Os papéis de Renner (LREN3) e C&A Modas (CEAB3), por sua vez, se valorizaram 4,03% e 5,21%, respectivamente.

Dólar hoje

O dólar sofreu uma leve queda no pregão da bolsa de valores hoje. A moeda americana recuou 0,16% contra o real brasileiro, cotada em R$ 5,03.

Na quarta, a moeda norte-americana chegou a alcançar R$ 5,07, mas desacelerou e fechou em R$ 5,04, com o mercado doméstico instável por conta da corrida global para a moeda americana e a escalada das taxas de juros longas nos EUA.

Contra pares internacionais de países desenvolvidos, o dólar também perdeu valor nesta quinta. O DXY, índice que mede o desempenho da moeda contra o euro e o iene japonês, por exemplo, caiu 0,50%, a 106,14 pontos.  

Melhores ações da bolsa de valores hoje

Entre as ações destaque positivo na alta da bolsa de valores hoje, a Americanas (AMER3) teve a maior alta. Os papéis ordinários alcançaram uma valorização 13,04%.

Eis abaixo a lista de melhores ações da Bovespa nesta quinta-feira. Os papéis elencados abaixo tiveram volume de transação e liquidez igual ou superior a R$ 1 milhão; a lista foi atualizada às 17h33, podendo sofrer ajustes.

  1. Americanas ON (AMER3): +13,04%
  2. Ânima Educacão ON (ANIM3): +10,23%
  3. Enjoei ON (ENJU3): +10,14%
  4. Recrusul PN (RCSL4): +7,43%
  5. CVC ON (CVCB3): +7,29%

Piores ações

Já na ponta oposta, a imobiliária BR Properties teve a maior desvalorização da bolsa de valores. Os papéis ordinários (BRPR3) caíram 6,03%, a pior queda da bolsa. Ela foi acompanhada pelas ações abaixo:

  1. BR Properties ON (BRPR3): – 6,03%
  2. Grupo Natura ON (NTCO3): -2,87%
  3. Kora Saúde ON (KRSA3): -2,44%
  4. PRIO ON (PRIO3): -2,19%
  5. Klabin PN (KLBN4): -1,26%

Os papéis acima tiveram volume de transação e liquidez igual ou superior a R$ 1 milhão; a lista também foi atualizada às 17h33, podendo sofrer ajustes.

Bolsas internacionais

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quinta-feira (28) com a melhora do apetite ao risco. A indução veio do recuo dos juros dos Treasuries, os títulos da dívida do governo americano, que alcançaram os maiores níveis em mais de uma década na semana. As ações das montadoras se destacaram entre os ativos que subiram em meio a notícias de flexibilização das demandas de trabalhadores em greve que paralisou as atividades de algumas unidades.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,35%, aos 33.666,34 pontos; o S&P 500 terminou o pregão com ganho de 0,59%, aos 4.299,70 pontos e o Nasdaq subiu 0,83%, aos 13.201,28 pontos.

Os mercados da Europa fecharam em alta, com exceção do índice de Portugal. O movimento quebra a sequência de três dias seguidos no vermelho. Nesta quinta, a inflação ao consumidor da Alemanha caiu um pouco além do esperado, o que segundo o CMC Markets aponta que o Banco Central Europeu (BCE) pode ter sido hawkish demais na última decisão e pode precisar recalcular rota.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,11%, aos 7.601 pontos; em Frankfurt, o DAX subiu 0,70%, aos 15.323 pontos. Já em Paris, o CAC 40 ganhou 0,63%, aos 7.116 pontos, enquanto em Milão, o FTSE MIB subiu 0,54%, aos 28.163 pontos. Por fim, do lado positivo, o espanhol Ibex 35 teve alta de 1,02%, aos 9.426 pontos.

Na contramão, em Lisboa, o PSI 20 teve perdas de 0,26% aos 6052,47 pontos.

Com informações do Estadão Conteúdo