IF Hoje: Com agenda mais fraca de indicadores, mercado mira política e balanços

O Banco do Brasil teve o melhor resultado entre os bancos no 4º trimestre e há um consenso de que o lucro seja próximo de R$ 8,1 bilhões

No último dia da temporada de balanços do primeiro trimestre, o destaque vai para o balanço do Banco do Brasil, hoje após o fechamento do mercado, além das gigantes BRF e Cosan.

Pela manhã, o Banco Central divulga o Boletim Focus, com as projeções dos analistas do mercado brasileiro sobre a inflação, PIB e o dólar, entre outros, para 2023 e 2024. Na última semana a projeção de inflação em 2023 deu uma leve recuada. É bom notar se a tendência permanece.

Sobre o balanço do BB, a Genial Investimentos apontou, em relatório, que espera que o banco tenha mais uma vez um resultado forte no primeiro trimestre.

“Estimamos um lucro de R$ 8,48 bilhões no 1T23, salto de 28,3% ano a ano com um ROE de 20,4%, acima dos rivais Santander e Bradesco. No comparativo sequencial, esperamos uma queda de lucro de 6,1% na comparação trimestral”, afirmou.

Segundo a corretora, o resultado deve ser impulsionado pela carteira de crédito crescente, reprecificação de produtos melhorando os spreads, custo de funding mais estabilizados e tesouraria contribuindo positivamente no resultado. 

No início da última semana, o Itaú reportou lucro de R$ 8,435 bilhões no 1º tri.

Segunda, 15

Brasil: Boletim Focus

Suíça tem inflação ao produtor de abril

União Europeia divulga Produção Industrial no bloco em março e o acumulado do ano

Na China, Produção Industrial de abril e acumulada de 12 meses, indicador de Vendas no Varejo também em abril e anual, e a taxa de desemprego no país.

Balanços

Banco do Brasil, BRF e Cosan

Mercado na sexta

O Ibovespa fechou a sexta-feira em alta de 0,19%, aos 108.464 pontos, enquanto o dólar encerrou o pregão desta sexta-feira (12) em queda de 0,25%, a R$ 4,9234, no pregão marcado pela repercussão do IPCA, divulgado pela manhã, além dos balanços divulgados na noite de ontem, como o da Petrobras.

Na semana, o Ibov avançou 3,11% enquanto o dólar recuou 0,40% no período.

O petróleo Brent – referência de preço para Petrobras – opera em queda de 1,07%, aos US$ 74,18 por barril. Esta commodity acumulou perdas de 1,50% na semana.