Focus: Projeção para o IPCA em 2024 cai pela 2ª vez seguida, para 4,15%

A estimativa para a inflação oficial em 2023, no entanto, voltou a oscilar positivamente - acima de 6%

O novo boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (15) pelo Banco Central, mostra que os agentes do mercado financeiro voltaram subir a expectativa para o IPCA no fim de 2023, de 6,02% para 6,03%. A projeção para a inflação oficial brasileira em 2024, apesar disso, caiu pela segunda semana seguida, de 4,16% para 4,15%, e permaneceu em 4% no cenário para 2025.

A ancoragem das estimativas de inflação está entre os fatores apontados pelo BC que podem favorecer o início do ciclo de cortes da Selic. A meta estipulada para o IPCA está em 3,25% em 2023 e em 3% em 2024, com margem de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Conforme o relatório, o panorama para a taxa básica de juros – atualmente em 13,75% ao ano – ficou inalterado. O mercado vê a Selic a 12,50% no encerramento de 2023; a 10% em 2024; e a 9% em 2025.

Levantado em consideração a expectativa de crescimento da economia, o BC mostra um melhora no cenário para este ano e uma piora nos dois próximos. O PIB brasileiro pode crescer 1,02% em 2023 ante 1% do relatório anterior. Para 2024, a projeção caiu de 1,40% para 1,38%, e recuou de 1,80% para 1,70% em 2025.

Por fim, nas previsões para o câmbio, os agentes mantiveram a expectativa de dólar a R$ 5,20 em 2023. Houve queda nas projeções para 2024 e 2025, de R$ 5,25 para R$ 5,20 nos dois prognósticos.