Mercado hoje: Ibovespa fecha com alta discreta, com destaque para JBS (JBSS3); dólar cai

Confira também as melhores e piores ações do pregão

O Ibovespa encerra o pregão desta quarta-feira (12) com valorização discreta, depois de iniciar o dia alcançado forte alta, quando passou dos 119 mil pontos. O principal índice da bolsa foi impulsionado pela alta das commodities e dados de inflação nos EUA.

O Ibovespa fechou com alta de 0,09%, a 117.666 pontos. Já o dólar caiu 0,90%, a R$ 4,8180, mantendo a tendência da sessão anterior.

Melhores e piores da bolsa

Entre todas as ações da bolsa, o destaque positivo ficou com a JBS (JBSS3), que deteve a maior alta do pregão e chegou a subir mais de 15%. A rede de frigoríficos foi perseguida de longe pela Mobly (MBLY3). O ranking de melhores contou também com a varejista de moda C&A (CEAB3).

Na ponta inferior, a Espaçolaser (ESPA3) liderou as quedas, acompanhada pela BR Properties (BRPR3). Veja abaixo a lista das cinco que mais subiram, e as cinco que mais caíram no pregão desta quarta.

A lista contempla todas as ações da B3 com movimentação de mais de R$ 1 milhão no dia e foi atualizada às 17h30, podendo haver alterações.

Melhores ações*

  • JBS (JBSS3) +9,05%
  • Mobly (MBLY3) +6,86%
  • Direcional (DIRR3) +6,44%
  • Brisanet (BRIT3) +6,11%
  • C&A (CEAB3) +4,50%

Piores ações

  • Espaçolaser (ESPA3) -15,00%
  • BR Properties (BRPR3) -11,31%
  • Infracommerce (IFCM3) -10,19%
  • Allpark (ALPK3) -9,66%
  • IMC (MEAL3) -9,12%

Bolsas de Nova York

As bolsas dos EUA também encaminharam alta nesta quarta, principalmente por conta dos dados de inflação no país. Dow Jones (+0,47%), S&P 500 (+0,71%) e Nasdaq (+0,83%) subiram amparados pela possibilidade de uma contenção na política monetária americana com dados econômicos mais favoráveis.

O índice de preços ao consumidor (CPI) do país subiu 0,2% em junho, depois de alta de 0,1% em maio. Em 12 meses, o CPI desacelerou de 4% para 3%. Os números vieram abaixo das expectativas do mercado, que projetava alta mensal de 0,3%.

Bolsas europeias

Os mercados acionários europeus fecharam com sólidos ganhos nesta quarta-feira após a desaceleração forte do índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA. Em Londres, o movimento foi potencializado pelos ganhos de bancos, depois que o teste de estresse do Banco da Inglaterra (BoE) comprovou solidez do setor no Reino Unido.

Em Londres, o FTSE 100, subiu 1,83% a 7.416,11 pontos, enquanto o índice DAX, em Frankfurt, fechou em alta de 1,47%, a 16.023 pontos. O CAC 40, em Paris, avançou 1,57%, a 7.333,01 pontos, e o FTSE MIB, em Milão, fechou em alta de 1,75%, a 28.552,18 pontos. Já em Madri, o índice Ibex 35 subiu 1,41%, a 9.462,40 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 subiu 0,95%, a 5.980,54 pontos. As cotações eram preliminares.

Ações do Ibovespa

As mineradoras se destacaram durante o pregão, com o minério de ferro subindo 2,6% em Dalian, na China. Assim, as ações da Vale (VALE3), uma das mais ‘pesadas’ do Ibovespa, subiram 0,71%. A CSN Mineração (CMIN3) ficou estável e a Usiminas (USIM5) registrou alta de 0,14%. A Gerdau avançou 2,09% (GGBR3) e 1,44% (GOAU4).

Já com relação ao petróleo, as ações preferenciais da Petrobras (PETR4) subiram 0,04%, enquanto a Prio (PRIO3) avançou 2,09%.

JBS dispara

No setor frigorífico, a JBS (JBSS3) anunciou nesta quarta plano de listagem de suas ações na Bolsa de Valores de Nova York. O plano inicial foi interrompido há seis anos, mas deve ser retomado. A listagem na Nyse permitirá “ampliar o acesso a uma base maior de investidores”, diz comunicado da empresa.

“Isso proporciona um crescimento homogêneo para a empresa com um menor custo de capital”, diz Richetti.

As ações da empresa na B3 subiram 9,05%, cotadas a R$ 18,80.

Com informações do Estadão Conteúdo

*A lista de melhores e piores da bolsa contempla empresas que negociam ações na B3 , dentro ou fora do Ibovespa e outros índices, e que no dia tiveram volume de negociação na casa dos milhões de reais, ou acima disso.