Mercado hoje: Ibovespa fecha em alta com fala de ministro sobre BC e commodities

Alexandre Padilha, ministro das Relações Institucionais, disse que apesar das críticas de Lula, o governo não tem intenção de mudar relação com Banco Central

O Ibovespa fechou em alta de 0,65%, a 112,9 mil pontos, após o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmar que o governo não tem intenção de fazer alguma mudança na relação com o Banco Central, apesar das críticas feitas pelo presidente Lula em entrevista concedida ontem.

Em entrevista à Globo News, Lula disse ser uma “bobagem” achar que o Banco Central independente pode fazer mais do que fazia anteriormente, com um presidente indicado pelo chefe do Poder Executivo, e citou os atuais patamares da inflação e taxa de juros.

O mercado torceu o nariz no início da sessão, e o dólar chegou a subir mais de 1% ao longo do dia, fechando em alta de 0,23%, a R$ 5,17, reduzindo o avanço na reta final do pregão.

O preço das commodities, mais uma vez, ajudou a sustentar o principal índice da bolsa. O contrato futuro do petróleo Brent – utilizado pela Petrobras para sua política de preços – avança 1,52%, na ICE, de Londres, negociado a US$ 86,27 por barril. Na China, a tonelada do minério de ferro 62% avançou mais 0,20%, negociada a US$ 121,19. As ações Petrobras (PETR4) subiram 3,27% e (PETR3) 3,40%. A mineradora Vale (VALE3) avançou 0,60%.

A Americanas, protagonista do noticiário na última semana, entrou hoje – e teve seu pedido aceito pela Justiça – com um pedido de recuperação judicial. Com dívidas de mais de R$ 43 bilhões, a B3 excluiu o papel da varejista de todos os índices da bolsa. O papel AMER3 teve mais um dia de derretimento e perdeu 42,5% de valor, fechando a R$ 1,00. É o valor mais baixo da história da empresa. Desde o início da crise a perda de valor já é de 90%.

A concorrência celebra a derrocada da Americanas e os investidores enxergam um potencial ganho de market share. A ação da Magazine Luiza (MGLU3) liderou os ganhos do Ibovespa e fechou em alta de 6,18%, a R$ 3,78.

Entre os bancos, que sofrem com o risco de calote, a tendência foi de queda. Bradesco caiu 0,20%, BTG – em litígio com a Americanas – perdeu 2,25%, Itaú recuou 0,23% e o Santander fechou em queda de 0,51%.

Temporada internacional de balanços

Há pouco a Netflix, gigante do streaming, reportou seus resultados financeiros do quarto trimestre de 2022. O dado mais esperado era o número de assinantes. A companhia encerrou o quarto trimestre com uma base de 231 milhões de assinaturas pagas, gerando US$ 32 bilhões em receita. Ao final do terceiro trimestre, a companhia tinha 223 milhões e projetava ter 227 milhões ao fim de dezembro.

A companhia teve um lucro por ação de US$ 0,38, ante uma expectativa de US$ 0,59, segundo compilado da agência FactSet. A receita foi de US$ 7,85 bilhões, superando o consenso, que projetava US$ 7,84 bilhões.

Amanhã a American Airlines, gigante da aviação, divulgará seus dados antes da abertura, e poderá indicar como anda o mercado de aviação e turismo nos Estados Unidos.