Bitcoin (BTC) recupera terreno e se aproxima de US$ 29 mil com ‘releitura’ de sinalizações do Fed

O bitcoin (BTC) e algumas das principais criptomoedas voltaram a ganhar terreno nesta quinta-feira, dia seguinte à decisão de política monetária do Federal Reserve, com uma nova leitura das sinalizações dos dirigentes sobre o ciclo de ajuste nos juros. A visão que prevalece nesta quinta é que o Fed adotou uma postura mais branda e […]

O bitcoin (BTC) e algumas das principais criptomoedas voltaram a ganhar terreno nesta quinta-feira, dia seguinte à decisão de política monetária do Federal Reserve, com uma nova leitura das sinalizações dos dirigentes sobre o ciclo de ajuste nos juros. A visão que prevalece nesta quinta é que o Fed adotou uma postura mais branda e já não deve apertar tanto sua política monetária como esperado.

A melhora no humor dos investidores, que teve forte impacto nas ações de tecnologia, ocorre apesar da nova ofensiva regulatória da SEC (CVM dos EUA) contra a Coinbase e o magnata cripto Justin Sun sob acusação de violarem regras do mercado de capitais.

Maior das criptomoedas, o bitcoin chegou a marcar a máxima de US$ 28.853, mas depois desacelerou o ritmo de alta. Na quarta, o bitcoin perdeu o patamar de US$ 28 mil após o presidente do Fed, Jerome Powell, fazer um discurso considerado dúbio em relação às perspectivas de inflação e de afirmar que não trabalha com a possibilidade de corte de juros ainda este ano. A secretária do Tesouro, Janet Yellen, também contribuiu com o pessimismo ao se manifestar contrária a ampliar o seguro dos depósitos bancários diante da crise no setor.

O ether (ETH) também voltou a ser negociado acima de US$ 1.800 apesar de dúvidas regulatórias sobre a natureza de seu procedimento de autenticação de transações, que pode ser considerado um valor mobiliário nos EUA.

Perto das 14h50 (horário de Brasília), o bitcoin era negociado a US$ 28.447,05, com baixa de 0,3% nas últimas 24 horas, segundo o CoinGecko. Já o ether valia US$ 1.837,18, com alta de 2,6%. Em reais, o bitcoin era cotado a R$ 150.121,88 (-0,91%), enquanto o ether estava em R$ 9.704,23 (+2,36%), de acordo com o MB.

Para André Franco, chefe do Research do MB, o bitcoin pode encontrar espaço para retomar o movimento de valorização visto nos últimos dias.

“Ao que tudo indica, temos o caminho livre para o bitcoin buscar patamares mais altos caso o Fed tenha que sinalizar impressão de dinheiro e resgate aos bancos”, disse.

Já Tasso Lago, gestor de fundos privados e fundador da Financial Move, vê a volatilidade do mercado no pós-Fed como um movimento natural após vários dias de forte alta do bitcoin. “No geral, o discurso do Powell foi positivo”, disse.

Leia a seguir

Leia a seguir