Mercado reforça aposta em queda menor da Selic, mostra Boletim Focus

Novo relatório traz ainda uma piora nas perspectivas para a inflação no Brasil

Após o Copom reduzir na última semana o ritmo de queda da Selic, os agentes financeiros passaram a ver chance maior de o comitê de política monetária parar em breve o ciclo de cortes dos juros. Isso é o que mostra o Boletim Focus desta segunda-feira (13).

Conforme o relatório do Banco Central, o mercado subiu de 9,63% para 9,75% a previsão da Selic no fim de 2024. A estimativa da taxa em 2025 foi mantida em 9%.

Enquanto a projeção da taxa básica de juros no encerramento de 2026 avançou de 8,75% para 9%.

Atualmente, com o último corte de 0,25 ponto percentual, a taxa Selic está em 10,50%.

Inflação desancorada

Na sequência de ajustes observados no Boletim Focus, os agentes pioraram as estimativas para o IPCA em 2024 e em 2025.

Agora, no fim deste ano, a previsão oscilou de 3,72% para 3,76%. Já a projeção para o ano que vem passou de 3,64% para 3,66%.

Portanto, as perspectivas são de inflação acima da meta de 3%. No entanto, dentro do teto de tolerância, que é de 4,5%.

PIB acima de 2%

Entre os dados positivos, o mercado continua estimando crescimento maior do PIB do Brasil em 2024. A previsão no novo Boletim Focus avançou de 2,05% para 2,09%.

Para 2024 e 2025, as apostas seguem em expansão da economia brasileira em 2%.