MRV (MRVE3) diz que não reduziu projeções para 2024: ‘infundado e inverídico o boato’

Rumores puxaram a forte queda das ações da construtora no pregão de 11 de janeiro

Em esclarecimento enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a MRV (MRVE3) rebateu rumores que derrubaram as ações da companhia no pregão de 11 de janeiro.

Entre os fatos, a construtora negou ter reduzido as projeções para 2024.

“A companhia esclarece que não reconhece a veracidade dos boatos veiculados na notícia, ressaltando que não forneceu qualquer projeção formal ao mercado”, diz o comunicado.

“Não há qualquer revisão interna sobre a expectativa de margem bruta para o ano de 2024”, acrescenta o texto.

Adicionamente, a MRV rebateu que a revisão teria ocorrido em evento fechado com fundos, bancos e investidores.

“(A empresa nega) que tenha promovido ou participado de qualquer evento fechado com investidores na semana do dia 11 de janeiro de 2024”, prossegue o documento.

“Sendo infundado e inverídico o boato veiculado sobre eventual divulgação de informação privilegiada”, completa.

Os papéis da construtora têm um início de 2024 negativo na B3. As ações acumulam perdas na faixa de 30% até esta quarta-feira (17).

Enquanto isso, o Ibovespa recua perto de 4% na soma das primeiras semanas do ano.