Ações de imobiliárias disparam na China com declaração do governo de que deve dar novo impulso ao setor

No Brasil, a notícia pode afetar positivamente o setor de mineração, que têm a China como principal destino das suas exportações

As ações do setor imobiliário chinês subiram depois que o vice-primeiro-ministro da China, Liu He, disse que Pequim está considerando novas medidas para apoiar o segmento, caracterizando-o como um pilar para a economia do país.

Entre os principais avanços estão Guangzhou R&F Properties e Longfor Group, que fecharam em alta de 4,7% e 1,9%, respectivamente, na Bolsa de Hong Kong.

No mercado continental, tanto a Gree Real Estate como a CCCG Real Estate alcançaram o seu limite diário de alta de 10%. O “Hang Seng Mainland Properties Index” subiu 3,2%.

No Brasil, a notícia pode afetar as mineradoras, que têm como principal mercado consumidor do minério de ferro a China. Às 10h30, a Vale (VALE3) caía 0,49% e a CSN Mineração (CMIN3) subia 0,78%.   

China quer “melhorar balanço” imobiliário

O vice-primeiro-ministro Liu He, chefe econômico do país, disse em uma reunião da União Europeia (UE) e autoridades chinesas que Pequim está avaliando novas medidas “para melhorar o balanço do setor imobiliário”, segundo a agência de notícias estatal “Xinhua”.

“A urbanização da China ainda está em um estágio de rápido desenvolvimento e há espaço de demanda suficiente para fornecer suporte ao setor imobiliário”, disse. Ele não mencionou detalhes das novas medidas nem disse quando elas seriam lançadas.

O discurso de Liu veio depois que a China divulgou dados imobiliários de novembro mostrando que os preços médios de casas novas em 70 grandes cidades caíram 0,25% no mês e 2,33% no ano, com o investimento imobiliário caindo 9,8% nos primeiros 11 meses do ano.

“O discurso é um cata-vento para as futuras políticas imobiliárias”, disse Yan Yuejin, diretor de pesquisa da E-house China, com sede em Xangai. Isso indica que o setor imobiliário receberá apoio de Pequim em várias frentes e que políticas mais favoráveis relacionadas ao setor provavelmente serão emitidas em um ritmo mais rápido em 2023, disse ele.

Mudança nas políticas públicas

O setor imobiliário da China continua duramente atingido pelo aperto regulatório no ano passado, que secou os canais de financiamento de muitas incorporadoras e restringiu a especulação imobiliária, prejudicando a demanda e a oferta.

As ações da Country Garden, maior incorporadora da China, estão quase 60% mais baixas este ano, enquanto as ações da Guangzhou R&F Properties e da Longfor caíram 24% e 28%, respectivamente.

Preço do minério de ferro

Minério de ferro cai 0,4% no mercado à vista, mas permanece acima de US$ 110 por tonelada

Embalados pela guinada do governo chinês em direção ao crescimento econômico, em detrimento da política de covid zero, os preços do minério de ferro seguem acima do nível de US$ 110 por tonelada no mercado à vista, apagando boa parte das perdas registradas no ano.

Segundo agências internacionais, o Politburo, principal órgão de tomada de decisões do Partido Comunista, está elaborando um plano que prevê expansão econômica acima de 5% em 2023. Maior produtora de aço no mundo, a China é também a principal consumidora de minério de ferro. Logo, medidas de estímulo econômico podem impulsionar a demanda global da commodity.

Segundo índice Platts, da S&P Global Commodity Insights, o minério com teor de 62% de ferro recuou 0,4% no norte do país asiático nesta sexta-feira, para US$ 112,70 por tonelada, depois do salto de mais de 3% na véspera.

Com isso, a principal matéria-prima do aço tem valorização acumulada de 11,4% em dezembro. No ano, as perdas no mercado à vista estão em 5,3%, bem abaixo dos 33% acumulados até 31 de outubro.

Os contratos futuros, que seguiam pressionados pelo receio de que o avanço recente da pandemia na China vá se refletir em recrudescimento da política de “covid zero”, voltaram ao terreno positivo nesta quinta-feira.

Na Bolsa de Commodity de Dalian (DCE), os contratos mais negociados, para entrega em janeiro, fecharam o dia com alta de 0,5%, para 821 yuan por tonelada.