Natura (NTCO) se beneficiaria com avaliação de US$ 2 bi para Aesop; ações disparam na bolsa

Avaliação do Citi diz que o valor implica em um múltiplo de 16,5 vezes o valor sobre o Ebitda, o que seria positivo para a Natura (NTCO)

A avaliação de US$ 2 bilhões que empresas como LVMH, L’Oréal e Shiseido podem estar dando à Aesop, unidade de produtos de beleza da Natura &Co (NTCO), segundo notícia da agência “Bloomberg”, é maior que o esperado, diz o Citi.

Os analistas liderados por João Pedro Soares escrevem que o valor implica em um múltiplo de 16,5 vezes o valor sobre o Ebitda, o que seria positivo para a Natura, caso a participação seja vendida nesses valores.

O banco destaca que a venda de uma participação de 25% nestes termos reduziria a alavancagem da empresa de 2,9 vezes a dívida líquida sobre o Ebitda, ao fim do terceiro trimestre, para 2 vezes.

“Acreditamos que um parceiro não vá querer o controle da Aesop, mas eventualmente ter retornos com uma oferta de ações em potencial ou outro evento de liquidez”, comentam. “No entanto, múltiplos mais elevados podem indicar opções de compra de controle.”

O Citi tem recomendação neutra para Natura &Co, com preço-alvo em R$ 13. Há pouco, as ações tinham alta de 7,34%, cotadas em R$ 13,89.

Ações bateram alta de 10%

As ações da Natura (NTCO3) na B3 operavam em alta de 10% por volta das 10h45 desta segunda-feira (30), após relatos de que LVMH e L’Oréal estariam entre as empresas interessadas em comprar uma participação na marca de cosméticos de luxo Aesop, em um acordo pode avaliar os negócios da Natura em US$ 2 bilhões ou mais.

O grupo de beleza japonês Shiseido também estaria estudando uma possível oferta de participação na Aesop, disseram fontes, pedindo para não serem identificadas devido a informações confidenciais, de acordo com a “Bloomberg”.

Mais tarde, perto das 15h15, as ações tinham reduzido seus ganhos, para 6,65% em relação ao último fechamento.