Conservador, moderado ou arrojado: como descobrir seu perfil de investidor?

Conheça os tipos de perfis e ainda responda um quiz que revela qual é o seu limite para aceitar os riscos
Pontos-chave:
  • Você é o dono do seu dinheiro. E que cabe ao mercado financeiro disponibilizar o máximo de informações para que você tome suas decisões
  • O suitability é um questionário que te ajuda a definir qual é o seu perfil

Saber qual é o seu perfil de investidor ou de investidora é importante porque é baseado nele que você vai poder escolher os produtos financeiros mais adequados aos seus objetivos e prazos. É ali também quando você percebe qual é sua tolerância ao risco – até porque todo investimento tem algum nível de risco. E, com isso, não vai perder noites de sono pensando se poderia estar ganhando mais dinheiro, ou se não está arriscando além da conta.

Via de regra, existem três tipos de perfis:

  1. O conservador: é aquele que não quer perder dinheiro de jeito nenhum. Tem zero tolerância ao risco. Basicamente são as pessoas que estão começando a entrar no mundo das finanças ou as que querem só manter o que já tem. A renda fixa é a classe de ativos mais procurada por quem tem este perfil;
  2. O moderado: é o perfil que até suporta arriscar, mas que gosta de ter um pé em ativos seguros. Então, a pessoa aloca um pedaço da carteira em renda fixa e outro tanto em renda variável;
  3. O arrojado: também chamado de agressivo, este perfil é o destemido da turma. A opção aqui é por investimentos com alta volatilidade. A lógica é: “quanto maior o risco, maior o retorno e é isso o que eu quero”. Boa parte da carteira deste tipo de investidor está alocada em renda variável, como ações, e ele é um entusiasta das criptomoedas, por exemplo. Mesmo assim um pequeno pedaço da carteira é dedicado a renda fixa para alguma emergência.

O que é o suitability?

O mercado financeiro criou um termo próprio para te ajudar a determinar seu perfil: é o suitability. O suitability é um questionário com uma série de perguntas que vão te ajudar a pensar nos seus objetivos com o dinheiro, definindo parâmetros que são importantes para você, como liquidez, risco e retorno. No questionário do suitability, você vai encontrar perguntas sobre seu nível de conhecimento sobre investimentos, sua tolerância ao risco, a liquidez que você precisa, sua situação financeira.

O suitability, que se fôssemos traduzir seria algo como “verificar a adequação de um produto financeiro ao perfil do investidor”, surgiu em 2010 nos Estados Unidos. Lá, a regra passou por mudanças e os intermediários financeiros devem deixar claro as características de cada produto, principalmente sobre os mais complexos.

No Brasil, o suitability tomou forma em 2013, com a Instrução 539 da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Em linhas gerais, a regra exige que o sistema financeiro cheque se o perfil do investidor está adequado aos produtos que estão sendo recomendados. Segundo a Anbima, o objetivo da CVM é adotar políticas que desestimulem a recomendação de produtos de difícil compreensão pelo cliente.

Teste seus conhecimentos

Tudo isso existe para que você tome as melhores decisões quando o assunto for o seu dinheiro. E que cabe ao mercado financeiro disponibilizar o máximo de informações e te ajudar a pensar na melhor estratégia para seus investimentos.

No fundo, no fundo, descobrir o seu perfil é algo relativamente simples. Nós aqui na Inteligência Financeira preparamos um teste bem bacana para te ajudar na sua jornada. Não é o suitability, mas você vai entender que a maneira como você encara sua vida tem muita relação com a maneira como você investe. Vai lá: