Veja dicas para você não errar na hora de preencher a declaração do Imposto de Renda

40 milhões de contribuintes enviaram o documento até a tarde desta sexta-feira

Hoje (31) é o último dia para você enviar a declaração do Imposto de Renda 2024. Até meados da tarde desta sexta-feira, 40.532.978 contribuintes enviaram a declaração. Quem está obrigado a declarar e não entrega no prazo, paga multa e ainda pode ter problemas com o CPF.

O prazo, porém, foi prorrogado para os municípios atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul o prazo e ficou para o dia 31 de agosto.

De quanto é a multa para quem perder o prazo de entrega?

Quem estiver obrigado a declarar e perder o prazo, vai pagar multa de no mínimo R$ 165,74 e de no máximo 20% do imposto devido. Além disso, ainda pode ficar com problemas no CPF.

O valor da multa cobrada é de 1% ao mês, sobre o valor do Imposto de Renda devido, limitado a 20% do valor do Imposto de Renda.

Ah, e é importante lembrar que quem deixou de prestar contas à Receita está sujeito à multa, mesmo se tiver restituição a receber. Neste caso, a penalização de 1% ao mês sobre o imposto devido também incide em quem vai receber restituição. 

E se você não fizer a declaração?

Além do pagamento de juros e multa, o contribuinte que não apresentar a declaração de Imposto de Renda (IR) terá o CPF carimbado na situação “pendente de regularização”.

Por fim, quem está nesse quadro tem dificuldade para obter empréstimos e financiamentos com bancos, não consegue emitir passaporte nem participar de concursos públicos.

Imposto a pagar

Os contribuintes que já sabem que terão imposto a pagar devem ficar atentos ao prazo do vencimento da primeira cota ou cota única do imposto, cujo fim do prazo de entrega da declaração é hoje (31). A exceção, mais uma vez, é para o Rio Grande do Sul, cujo prazo vence dia 31 de agosto.

Além disso, quem ainda não entregou a declaração do Imposto de Renda não vai conseguir aderir ao débito automático para pagamento do imposto da primeira cota ou cota única. Isso porque as informações para débito automático devem ser enviadas sempre antes do dia 10 de cada mês.

Dessa forma, para pagar a primeira cota ou cota única de imposto, o contribuinte deve emitir o Darf dentro do próprio programa da declaração, pelo e-CAC ou pelo app para celular ou tablet.

Então, não se esqueça de quitar até o dia 31.

Imposto a restituir

O primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2024 cai na conta informada pelo contribuinte na declaração também na sexta-feira (31), mesmo dia do fim do prazo de entrega da declaração.

Aliás, a consulta ao primeiro lote de restituição já está disponível.

De acordo com a Receita, este primeiro lote de restituição será o maior já pago e vai restituir R$ 9,5 bilhões a 5.562.065 contribuintes prioritários e não prioritários.

Calendário da restituição 2024

Para este ano, estão previstos cinco lotes de restituição:

  • 1º lote: 31 de maio
  • 2º lote: 28 de junho
  • 3º lote: 31 de julho
  • 4º lote: 30 de agosto
  • 5º lote: 30 de setembro

Especial Imposto de Renda

Até o fim do prazo de entrega da declaração, a Inteligência Financeira preparou uma série de reportagens, vídeos, guias e perguntas frequentes para ajudar nossos leitores, além de esclarecer dúvidas enviadas por e-mail e pela nossa caixa de mensagens. Todas as reportagens estão reunidas neste link: Imposto de Renda e também no canal da IF no Youtube, na aba dedicada ao Imposto de Renda

A seguir, você confere alguns dos principais links para nossos conteúdos, que podem ajudá-lo nesta reta final do Imposto de Renda.