Como escolher um seguro que caiba no seu bolso?

Escolha as apólices de acordo com seu estilo de vida

Que tipos de seguro valem a pena? Seguro residencial e seguro de celular são indicados para quem?
Ilustração: Renata Miwa

Pontos-chave

  • Você pode aumentar ou diminuir o valor do que queira proteger
  • Analise sempre o custo e o benefício do seguro

Viver seguro é o ideal, mas nem sempre possível. Segundo especialistas, devemos buscar planos de seguro de acordo com nosso estilo de vida, sem comprometer o restante do orçamento. “Sempre vale a pena fazer um seguro. Basta uma saída com o carro até a esquina para se ter uma colisão; basta explodir uma panela de pressão; um curto circuito no ar condicionado e o apartamento pegar fogo”, afirma Fábio Cardoso Heleno Lima, superintendente de negócios do Itaú Unibanco.

Como o mercado de seguros está cada vez mais diverso, é viável encontrar opções que caibam no bolso e, dependendo da situação financeira, aumentar ou diminuir o valor da apólice. “É possível ter cobertura completa do celular ou uma só contra roubo e furto e outra só sobre danificação. O mesmo pode ser feito no seguro de vida”, explica Lima.

Evite coberturas além e aquém do que você precisa

O recomendado é evitar os chamados cobertor longo e cobertor curto, ou seja, uma cobertura além ou aquém da necessária que induzem um gasto maior com o seguro ou com eventual cobertura de danos fora do seguro. “É preciso fazer uma análise do custo benefício do seguro. Às vezes, a incidência de furtos e assaltos está muito alta, o que pode encarecer o seguro e, dependendo do padrão do bem, não vale a pena pagar um seguro tão alto”, ressalta Eliane Tanabe Deliberali, planejadora financeira CFP®️ pela Associação Brasileira de Planejamento Financeiro (Planejar).

Como baratear o seguro?

A dica para baratear o seguro é customizá-lo de acordo com suas necessidades e contexto, muitas vezes reduzindo a cobertura. Por exemplo, se há um acúmulo de patrimônio que será deixado como herança é um seguro de vida pode ser desnecessário. Por outro lado, sem bens e com muitos dependentes, o seguro se faz mais necessário.

Outra sugestão é ter uma reserva financeira para emergências, de modo a não fazer uma apólice que cobre 100% do bem segurado, diminuindo o seu custo.

“A ideia do seguro é ser uma contribuição do bem segurado e em caso de sinistro pode ser contemplado com uma fração do bem ou com o valor do bem integral. No caso do carro, pode cobrir terceiros em caso de acidente. Financeiramente é interessante porque se paga uma fração menor do que o valor do bem”, diz Lima.

Outra maneira para se economizar é buscar planos que contam com um pacote de benefícios, como serviços em casa, como eletricista.

Além disso, você deve fazer uma pesquisa ampla no mercado antes de fechar um seguro. Fora o preço, é importante olhar o histórico das seguradoras, as avaliações dos usuários e como é o processo de acionamento do seguro, buscando sempre empresas sólidas que estão há um bom tempo no mercado.

“A pesquisa é sempre importante para ver novos seguros que vão sendo disponibilizados no mercado. Mas não deixe para depois. Tendemos a pensar que são coisas que não vão acontecer conosco”, afirma Lima. “É necessário checar se a seguradora é idônea, bem consolidada no mercado, se tem bom histórico, com um processo burocrático rápido, e não se esquecer de ler bem o contrato, termos e condições do seguro”, diz Eliane.


Você também pode gostar
Gustavo Zanfer Atualizado em 19.maio.2022 às 14h51
Como montar uma carteira de longo prazo?

É difícil, mas é importante ter uma estratégia financeira para daqui a alguns anos

Listas IF Atualizado em 18.maio.2022 às 17h29 Duração 1 min.
Pense bem antes de gastar no cartão de crédito

O que você pode fazer para gastar com sabedoria (e sem afobação)? Maju Marques dá quatro dicas para cuidar do seu dinheiro

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 16h08
Por dentro de uma reunião dos devedores anônimos

Irmandade ajuda as pessoas a se livrarem do vício das compras

Anne Dias Publicado em 13.maio.2022 às 07h00
Qual é o peso da sorte e do azar no mundo dos investimentos?

O antídoto contra esta sexta-feira (13) no seu bolso é a educação financeira

Redação IF Publicado em 12.maio.2022 às 12h41
Magalu lança conta digital sem mensalidade e cartão de crédito para empresas

A fintech Magalu anunciou nesta quinta-feira o lançamento de dois produtos, um cartão de crédito corporativo e uma operação de empréstimo pessoal para pessoas físicas