Como escolher o plano de saúde ideal para você e para o seu bolso?

O melhor caminho é pesquisar: preços, modelos, cobertura e reajustes fazem a diferença entre um atendimento bom ou ruim

Como escolher um plano de saúde?
– Ilustração: Marcelo Andreguetti

Pontos-chave

  • Um dos principais erros do consumidor é não levar em conta a abrangência geográfica do serviço
  • De cada R$ 100 reais gastos com saúde pelos brasileiros, R$ 70 vão para as operadoras

O serviço de saúde particular é um dos itens mais caros para os brasileiros. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de cada R$ 100 reais gastos com saúde pelas famílias, R$ 70 são direcionados para as operadoras. Os números mostram a importância de escolher um plano de saúde, algo que pode não ser difícil, mas requer atenção dos consumidores aos detalhes. 

O que levar em conta na hora de escolher o plano de saúde? 

“A abrangência geográfica é um fator importante, mas poucos se atentam a isso”, diz Marcos Novais, superintendente executivo da Abramge (Associação Brasileira de Planos de Saúde). Este é um item que deve estar no topo da sua lista de prioridades, afinal, um plano que cobre bons hospitais, mas todos longe da casa do beneficiário pouco ajuda. 

Também é importante verificar se o serviço vale para clínicas e laboratórios de sua preferência. Assim você não vai precisar mudar o local onde costuma fazer exames ou o trocar de médico. 

No site da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) há um guia de planos de saúde. Lá é possível pesquisar os serviços disponíveis em sua região, o que eles oferecem e o preço de cada plano. A ferramenta tem filtros de tipo de contratação, cobertura, abrangência geográfica e tipo de acomodação. 

Plano ou seguro saúde? 

Quem está procurando um serviço particular de saúde precisa entender a diferença entre plano e seguro saúde. No seguro saúde, os beneficiários podem escolher os profissionais que vão atendê-lo, pagar o serviço e depois pedir reembolso à empresa. O valor do reembolso depende do plano escolhido pelo consumidor. 

Já os planos de saúde trabalham com parceiros credenciados. Eles só vão arcar com os custos se o atendimento for feito por um profissional ou empresa parceira da operadora. Existem planos que oferecem o reembolso em profissionais não conveniados, mas essa opção precisa constar no contrato de prestação de serviço. 

Quais são os reajustes aplicados?

Antes de contratar um plano de saúde, ainda é preciso ficar atento às regras de reajuste impostas à modalidade que você quer contratar. Conhecendo as regras você terá mais previsibilidade no orçamento e saberá quando o plano vai ficar mais caro. 

Existem dois tipos de reajustes: o anual, cobrado no aniversário do contrato e com teto estabelecido pela ANS, e por mudança de faixa etária, que acontece a cada cinco anos entre os 19 e 59 anos do beneficiário. Por isso, Novais recomenda consultar a tabela de preços para todas as idades para saber de quanto será o reajuste quando você chegar na próxima faixa etária. 

Para planos individuais ou familiares, contratados diretamente pelos beneficiários, o percentual máximo de reajuste é definido pela ANS. Já para os planos coletivos, aqueles em que as empresas oferecem aos funcionários, a regra varia: para grupos com até 29 beneficiários o percentual deve ser o mesmo para todos os planos nessa faixa de clientes da operadora e o índice é divulgado no site da empresa, já para grupos acima de 29 beneficiários o percentual é definido em negociação entre operadora e empresa contratante. 


Você também pode gostar
Gustavo Zanfer Atualizado em 19.maio.2022 às 14h51
Como montar uma carteira de longo prazo?

É difícil, mas é importante ter uma estratégia financeira para daqui a alguns anos

Listas IF Atualizado em 18.maio.2022 às 17h29 Duração 1 min.
Pense bem antes de gastar no cartão de crédito

O que você pode fazer para gastar com sabedoria (e sem afobação)? Maju Marques dá quatro dicas para cuidar do seu dinheiro

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 16h08
Por dentro de uma reunião dos devedores anônimos

Irmandade ajuda as pessoas a se livrarem do vício das compras

Anne Dias Publicado em 13.maio.2022 às 07h00
Qual é o peso da sorte e do azar no mundo dos investimentos?

O antídoto contra esta sexta-feira (13) no seu bolso é a educação financeira

Redação IF Publicado em 12.maio.2022 às 12h41
Magalu lança conta digital sem mensalidade e cartão de crédito para empresas

A fintech Magalu anunciou nesta quinta-feira o lançamento de dois produtos, um cartão de crédito corporativo e uma operação de empréstimo pessoal para pessoas físicas