Câmara aprova PEC dos Precatórios em segunda votação e altera parte do texto

Antes da votação ser concluída, os deputados ainda irão analisar sugestões de alterações ao texto

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara. Foto: Cristiano Mariz/O Globo

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (15) em segundo turno a segunda parte da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o pagamento de precatórios, despesas do governo decorrentes de decisões judiciais. A medida viabiliza o Auxílio Brasil de R$ 400 no próximo ano.

O texto foi aprovado por 332 votos a favor 141 contrários. O primeiro turno foi aprovado na noite de ontem. Antes da votação ser concluída, os deputados ainda irão analisar sugestões de alterações ao texto.

Quando a votação dos dois turnos for concluída, a PEC será promulgada e passará a valer. Isso deve ocorrer ainda neste ano.

O texto foi aprovado pela Câmara e pelo Senado e a primeira parte dele chegou a entrar em vigor, abrindo um espaço de R$ 62 bilhões no Orçamento de 2022 ao mudar o teto de gastos (regra que impede o crescimento das despesas da União).

As partes alteradas pelo Senado estão sendo novamente votadas pelos deputados. Ao limitar o pagamento de precatórios, essa segunda parte da PEC, agora avalizada pela Câmara, abre um espaço de R$ 44 bilhões. No total, a PEC libera para gastos R$ 106 bilhões em 2022, ano de eleições presidenciais.


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 14h35
SpaceX, de Elon Musk, vai lançar satélites brasileiros

A Aeronáutica informou que o país lançará até a próxima segunda-feira dois satélites-radar com a SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk

Valor Econômico Atualizado em 21.maio.2022 às 14h26
CEOs fizeram até selfie com Musk, mas reclamaram de ‘conversa fiada’

A promessa era um evento no interior de São Paulo para falar sobre Amazônia conectada, proteção e educação. Mas pouca coisa aconteceu na prática

Redação IF Atualizado em 20.maio.2022 às 10h38
O que Elon Musk deve discutir na passagem pelo Brasil

Bilionário terá encontro com o presidente Jair Bolsonaro e empresários