Bolsonaro orienta ministro a ampliar convocação de aprovados na PF e PRF

A promessa ocorre em meio ao desgaste do governo com os atuais servidores da Segurança Pública

Foto: Carolina Antunes/Presidência

Após ouvir apelo de aprovadas no último concurso para Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), o presidente Jair Bolsonaro ligou nesta manhã para o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, e o orientou a ampliar a convocação. Antes, a previsão era chamar mil novos agentes. Agora, o presidente quer que sejam dois mil.

No entendimento de Bolsonaro, a aprovação do PLN 01/2022, com crédito suplementar de R$ 2,57 bilhões, pode abrir margem para a ampliação do quadro de servidores da segurança pública.

A promessa ocorre em meio ao desgaste do governo com os atuais servidores da Segurança Pública, que pressionam por reajuste de salários. O governo tentou implementar um reajuste linear de 5% a todo o funcionalismo público, mas a proposta não andou porque, na avaliação do próprio presidente, “desagrada a todo mundo”.

No cercadinho com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, inicialmente Bolsonaro disse que estava “no limite” do orçamento e que precisaria observar a Lei de Responsabilidade Fiscal. No entanto, logo telefonou ao secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Mario Paes de Andrade, em busca de mais detalhes. A ligação não estava no viva-voz. Portanto, as respostas não foram ouvidas.

“Aprovou o PLN 01, ok? Aquele concurso da PF e PRF, como está aí? Qual o máximo que você pode botar lá, legalmente? 535? Ok, pode ver e me retorna”, afirmou o presidente ao integrante da equipe econômica.

De imediato, o presidente disse à apoiadora com classificação insuficiente para ser convocada: “São 535, pega [a sua classificação]? Nós fomos muito além do concurso, tá?”.

Depois, o presidente entrou em contato com o ministro da Justiça e Segurança Pública. A ligação também não estava no viva-voz.

“Você pediu quantas vagas para a PF e a PRF, que está lá com o Caio? Se tu passar para mil para cada lado, dá para resolver? Então faz um aditivo aí e pede mil vagas para cada, já que tu está no limite teu. Já falei com o Caio, fala com o Caio também para resolver esta parada aí. Foi aprovado o PLN”, argumentou o presidente.

Bolsonaro também recebeu resposta positiva do ministro Anderson Torres ao questionar se haveria possibilidade de formar as novas turmas ainda este ano.

Aplaudido pelos populares, Bolsonaro justificou que compensaria ampliar a convocação porque a PF e a PRF são “lucrativas” com apreensões e combate à corrupção.

Há dois meses, também quando questionado por aprovados no concurso, Bolsonaro prometeu chamar 500 novos agentes de cada corporação. O ato ainda não foi oficializado.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 07h26
Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos

Analistas projetam expansão menor em 2023 e inflação global maior, também devido à guerra na Ucrânia e à alta de juros nos EUA

4 min
Valor Econômico Atualizado em 16.maio.2022 às 20h10
Magazine Luiza reverte lucro e tem prejuízo de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre

Rede afirma que o resultado reflete o aumento de despesas financeiras no período

2 min
Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 15h16
Estrangeiros já sacaram R$ 12,6 bilhões da Bolsa em maio

Movimento positivo no ano diminuiu para R$ 45,03 bilhões

1 min
Valor Econômico Publicado em 16.maio.2022 às 14h08
Análise: Fala de diretor do Banco Central reduz chance de juro acima de 13,25%

O ponto mais importante foi a indicação de que o Copom avalia duas alternativas para chegar à meta de inflação: subir os juros a um pico maior ou adiar o ciclo de baixa

6 min
Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 12h23
Sondagem da XP vê inflação no fim de 2022 maior do que projeção do último Focus

Divulgação do relatório do Banco Central está paralisada por causa da greve dos servidores

2 min
Redação IF Atualizado em 16.maio.2022 às 11h59
Em dia volátil, dólar vai a R$ 5,03 na mínima do pregão

A dinâmica global nesta segunda mostra cautela de investidores

2 min